segunda-feira, 21 de maio de 2012

Psiquiatra pede desculpas à comunidade gay




O Dr. Robert L. Spitzer, considerado por muitos como o pai da psiquiatria moderna, pede desculpas à comunidade gay pelo desastroso estudo comandado por ele, sobre a "cura" para homossexualidade.
O psiquiatra deseja se retratar aos 80 anos de idade, sobre um estudo realizado com uma investigação mal concebida de 2003, que apoiava o uso da chamada terapia reparativa para "cura" da homossexualidade.
Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em seu relatório divulgado no último dia 17, a terapia é considerada "uma séria ameaça à saúde e bem-estar - até mesmo à vida - das pessoas afetadas".



by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: UOL e The New York Times



Nenhum comentário: