quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Congelamento de Óvulos





Hoje, eu quero falar um pouco, sobre as mulheres que optam por engravidar mais tarde e que utilizam o congelamento dos óvulos para garantir a realização do sonho da maternidade.
O auge da vida reprodutiva da mulher acontece entre os 18 e 28 anos, mas se mantém posteriormente. Porém, depois dos 35 anos, este potencial começa a diminuir, aumentando os riscos de aborto e má-formação fetal. Não há um limite definido de idade para engravidar, mas a gestação após os 50 anos não é recomendada pelos médicos.
Estou citando isso, porque com a mudança de estilo de vida, as mulheres de hoje casam mais tarde, elas optam por investir nos estudos, na carreira e só depois, pensam em ter filhos. Isso é fato. As mulheres estão engravidando tardiamente e isso têm consequências, pois os riscos obstétricos são maiores.

Segundo especialistas, ocorre um envelhecimento ovular no qual os folículos perdem qualidade e tamanho, dificultando a gravidez. Por isso, muitas mulheres optam por realizar o congelamento dos óvulos a fim de preservar material de qualidade para uma futura gravidez. Os óvulos podem ficar congelados por tempo indeterminado e a idade indicada para o congelamento dos óvulos é até 35 anos, pois a mulher ainda possui boa qualidade e quantidade oocitária.

Pesquisas afirmam que a taxa de sobrevivência de oócitos pós-descongelamento fica em torno de 90%, enquanto a taxa de gravidez para pacientes produtoras de oito oócitos fica aproximadamente em 40%.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte de pesquisa: Jornal do Cremesp nov/2011



Nenhum comentário: