terça-feira, 18 de outubro de 2011

Qualidade de vida no Climatério



Após a menopausa, a mulher passa por uma fase marcada por sintomas indesejáveis que podem prejudicar a qualidade de vida e, em alguns casos, se prolongam até os 70 anos de idade. Fogachos afetam o sono e o humor das mulheres, que também acabam tendo sua rotina sexual afetada pela falta de lubrificação vaginal, devido ao desequilíbrio hormonal. O climatério varia dos 40 aos 70 anos de idade e é marcado pela menopausa.
Além de todos esses sintomas indesejáveis, ainda podem surgir as comorbidades e essa é uma das grandes preocupações dos especialistas, pois a proporção de mulheres em período de climatério em nosso país é crescente, assim como a longevidade, então, é preciso pensar em qualidade de vida.
É muito importante o acompanhamento ginecológico, eis o especialista que será um grande aliado para combater os sintomas indesejáveis e detectar as comorbidades para poder tratá-las. O ginecologista verificará se a paciente desenvolveu comorbidades como hipertensão arterial, obesidade, diabetes, hipotireoidismo, câncer de mama ou colorretal, osteoporose e dislipidemia, entre outras, que têm sua incidência elevada nesta fase.

Então, é muito importante fazer exames de rotina e manter o acompanhamento com o médico ginecologista, ele detectará e tratará os sintomas e problemas diagnosticados, além de orientar quanto à mudança de estilo de vida e nutricional nessa nova fase. Manter a qualidade de vida é essencial.

by Mari Martins
Imagem by Google

Nenhum comentário: