terça-feira, 11 de outubro de 2011

Contraceptivos e o risco de tromboembolismo




Os contraceptivos à base de drospirenona estão associados a um risco de tromboembolismo venoso duas a três vezes maior do que o risco associado aos contraceptivos baseados no levonorgestrel.
A conclusão é de um artigo do British Medical Journal.
Em um estudo observacional baseado em um arquivo de dados americano, foram incluídas todas as mulheres com idades entre 15 e 44 anos que receberam um contraceptivo oral com drospirenona ou levonorgestrel nos últimos dez anos.
Em seguida, foi identificado um subgrupo com 186 mulheres que apresentaram um episódio de tromboembolismo venoso no período. Cada uma delas foi comparada a quatro sem tromboembolismo.
Na análise de caso-controle, a drospirenona associou-se de forma significante a um risco duas vezes maior de tromboembolismo do que o associado ao levonorgestrel.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: Consulta Prima


Nenhum comentário: