segunda-feira, 16 de abril de 2012

Panorama da Saúde no Brasil




Entre 2007 a 2009, a participação das atividades de saúde no valor adicionado da economia foi, em média, de 6,1%.

Em média, 4,5% dos postos de trabalho e 7,8% das remunerações do trabalho do país eram atividades de saúde.

As despesas com consumo final de bens e serviços de saúde atingiram R$ 283,6 bilhões em 2009, um aumento de 10,1% em relação a 2007, descontando as variações de preços.

Veja a relação:
  • Argentina - Teve gasto total per capita de 1.387,00 com saúde, sendo 921,00 o gasto per capita do governo com saúde - 66,4% foi a participação do governo;
  • Brasil - Teve gasto total per capita de 943,00 com saúde, sendo 431,00 o gasto per capita do governo com saúde - 45,7% foi a participação do governo;
  • Chile - Teve gasto total per capita de 1.185,00 com saúde, sendo 561,00 o gasto per capita do governo com saúde - 47,3% foi a participação do governo;
  • França - Teve gasto total per capita de 3.934,00 com saúde, sendo 3.013,00 o gasto per capita do governo com saúde - 76,6% foi a participação do governo;
  • Espanha - Teve gasto total per capita de 3.152,00 com saúde, sendo 2.272,00 o gasto per capita do governo com saúde - 72,1% foi a participação do governo;
  • Reino Unido - Teve gasto total per capita de 3.399,00 com saúde, sendo 2.843,00 o gasto per capita do governo com saúde - 83,6% foi a participação do governo;
  • Estados Unidos - Teve gasto total per capita de 7.410,00 com saúde, sendo 3.602,00 o gasto per capita do governo com saúde - 48,6% foi a participação do governo.
by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: WHO. Global Health Observatory Data Repository

Nenhum comentário: