terça-feira, 12 de junho de 2012

Poesia Mitológica



Esculturas



Para amar-te

Se para amar-te
For preciso a bruma
Dar-te-ei o sol
Pra clarear teus dias
Se para amar-te
For preciso a seiva
Dar-te-ei o solo
Em que o alento brota
Se para amar-te
For preciso o canto
Dar-te-ei as cordas
Com que vocalizo
Se para amar-te
For preciso a lua
Dar-te-ei o orbe
Onde habita Artêmis
E se ainda assim
Achares que é pouco
Dar-te-ei minhas lágrimas
Cedidas por Netuno.

Poesia by Márcia Sanchez Luz
Foto by Mari Martins



Nenhum comentário: