quarta-feira, 27 de junho de 2012

Os efeitos da temperatura no comportamento humano. Crimes e violência.




A INFLUÊNCIA DA TEMPERATURA NO COMPORTAMENTO HUMANO


Existe uma relação entre as mudanças na temperatura e as alterações a nível psicológico e comportamental, a temperatura tem influência sobre os comportamentos agressivos e a criminalidade. Tanto as temperaturas muito baixas como as muito altas. A diferença é que em países do hemisfério norte se acaba por reagir melhor ao Inverno, porque as casas em que vivem e os locais de trabalho e de lazer estão preparados para combater o frio.
O mesmo já não acontece no Verão. Por mais que as pessoas andem mais confortáveis, com menos roupa, o calor provoca desconforto e faz aumentar a irritabilidade, tal situação poderá levar a "situações de agressão e crime". Isto no caso de o indivíduo sofrer de perturbações endógenas, depressivas ou não.
Os primeiros estudos sobre os efeitos da temperatura no comportamento humano datam de finais do século XIX, mas foi a partir da década de 80 do século XX, com o aumento da consciência ambiental, que o tema começou a ser aprofundado. Os resultados obtidos até agora acabam por ser alarmantes. Com o aquecimento global registrado nas últimas décadas, prevê-se que nos próximos 15 anos se registre um aumento de 24% da criminalidade violenta. Situação de que as autoridades policiais têm conhecimento, havendo já contatos com o meio universitário no sentido de a polícia ficar mais bem preparada e direcionada para o crime sazonal provocado pelo calor. O objetivo é saber detectar e prever situações que podem acabar em violência.
O componente psicológico na avaliação da temperatura centra-se em dois aspectos. Naquilo de que as pessoas se apercebem a partir dos receptores existentes na pele, que enviam a informação acerca das condições exteriores para ser processada no cérebro, e na temperatura interna do corpo, que gera o conforto/desconforto. Temperaturas desconfortáveis aumentam a motivação para agredir.
Estudos realizados nos Estados Unidos, afirmam que cidades americanas com tempo mais quente têm taxas de crime violento mais altas do que cidades de igual tamanho mas com temperaturas médias mais baixas, mesmo contando com fatores socioculturais, como a pobreza, ou o aumento de oportunidade de cometer crimes nesses períodos (mais estudantes fora das escolas, mais famílias de férias, mais casas vazias ou mais consumo de álcool). Mas quando todos estes fatores surgem misturados acaba por ser explosivo e é quando ocorrem picos de criminalidade, nomeadamente nos meios urbanos, com mais gente e quando tudo se torna insuportável.


Coluna No Divã - assinada pela Dra. Marisa Martins - Psicóloga - CRP: 06/30413-0
Imagem by Google



Nenhum comentário: