terça-feira, 19 de junho de 2012

Juiz obriga mulher anoréxica a se alimentar




O caso aconteceu na última semana quando o juiz Peter Jackson do Tribunal de Proteção de Londres - criado em 2007 e que tem atribuição de tomar decisões em nome de pessoas consideradas incapazes - deliberou que uma anoréxica deverá ser alimentada, "nem que seja com recurso da força".
Segundo informações da BBC, a britânica E. (o nome não foi revelado), de 32 anos, se recusa a comer alimentos sólidos e ingere apenas água há mais de um ano. A ex-estudante de medicina que vive no País de Gales está em situação de "magreza extrema" - com Índice de Massa Corporal avaliado em 11,3 - e corre risco de morte. E. sofre de transtornos alimentares desde os 11 anos e ainda possui problemas com alcoolismo.
O juiz Peter Jackson, que tomou a decisão histórica, argumenta que "apesar de a jovem não entender neste momento que a sua vida é preciosa, pode ser que o entenda no futuro". O magistrado destacou o fato de a decisão ter sido difícil por ter que pesar o valor da vida humana com o valor da liberdade individual.
O caso de E. foi levado a tribunal no mês passado pelas autoridades do município em que ela reside, por entenderem que a sua vida estava em perigo. A família de E. também se mostrou contrária à decisão de Jackson. O juiz se diz "impressionado" com o fato de as pessoas que melhor conhecem a jovem não estarem a favor do tratamento. "Acham que já sofreu bastante e que os seus desejos deveriam ser respeitados", lamenta o magistrado.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: BBC

Nenhum comentário: