terça-feira, 17 de julho de 2012

Poesia Mitológica




Orfeu

Incandescente chama
Ofuscante Orfeu.
Que trágicos instantes sonhos cedeu.
Átomos agitando, fagulhas no ar...

Surpreende-nos a lira
Resgata na fúria da dor
O instante fatal.

Na noite encanta
Para Eurídice sua alma restaurar
Furiosas bacantes não vão lhe perdoar.


Poema by Dora Dimolitsas
Imagem by Google





Nenhum comentário: