quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Portadores de Implantes PIP e Rofil




O Conselho Federal de Medicina (CFM) recomenda aos médicos que utilizaram as próteses mamárias das marcas PIP e Rofil em seus pacientes que os convoquem para revisão dos procedimentos realizados. Em circular datada de 20 de janeiro, a entidade ressalta que esta é a recomendação constante nas diretrizes técnicas do Ministério da Saúde (MS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), elaboradas com o apoio das sociedades médicas de mastologia (SBM) e de cirurgia plástica (SBCP).
O conselho está participando ativamente de todos os passos decorrentes da suspensão da importação, venda e cancelamento do registro das próteses mamárias das marcas PIP e Rofil e da elaboração das providências a serem tomadas no âmbito médico.

Algumas recomendações:
  • Portadores de implantes mamários cujo fabricante é por eles desconhecido deverão procurar o médico que os operou para as devidas informações.
  • Na impossibilidade de localização do profissional, o paciente deverá dirigir-se ao hospital onde foi realizado o procedimento e solicitar as informações do prontuário médico.
  • Uma vez identificada a procedência da prótese - e se esta for das marcas PIP ou Rofil -, o paciente deverá procurar o estabelecimento público de saúde ou a rede de saúde suplementar onde o implante foi realizado.
  • As rupturas podem ser detectadas pela ultrassonografia das mamas. A ressonância magnética é outro método diagnóstico por imagem que deverá ser utilizado conforme critérios estabelecidos na diretriz.
Veja na íntegra as recomendações em: http://bit.ly/xSY2A6

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte de pesquisa: Jornal Medicina - Jan/2012



Nenhum comentário: