terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Novas regras para publicidade médica




A partir de 15 de fevereiro, passam a valer novos parâmetros, que serão fiscalizados pelos CRMs, com relação a elaboração de peças publicitárias relacionadas à serviços médicos.

Confira algumas das principais mudanças:

É proibido
  • Anunciar cura de doenças para as quais ainda não exista tratamento apropriado e especialidade ainda não admitida.
  • Apresentar nome, imagem e/ou voz de celebridade, afirmando ou sugerindo que utiliza o serviço ou recomendando seu uso.
  • Divulgar endereço ou telefone de consultório, clínica ou serviços em participações em entrevistas e em programas nos diferentes tipos de mídias, inclusive nas redes sociais. Nestas oportunidades, deve se identificar também com seu CRM.
  • Explorar apelos emotivos e situações dramáticas.
  • Fazer afirmações ou dramatizações que provoquem medo ou apreensão no paciente.
  • Incluir imagens de pessoas em uso do serviço ou apresentando eventuais resultados.
  • Oferecer diagnóstico ou tratamento à distância.
  • Oferecer facilidades, prêmios, participação em concursos ou recursos semelhantes.
  • Usar designações, símbolos, figuras ou outras representações gráficas ou indicações que possam tornar a informação falsa, incorreta ou que possibilitem errôneas interpretações.
  • Usar linguagem direta ou indireta relacionando o uso de serviço ao desempenho físico, intelectual, emocional, sexual ou à beleza de uma pessoa.
  • Usar representações visuais de alterações do corpo humano causadas por lesões, doenças ou tratamento.
As novas regras foram criadas para coibir os abusos e é bom lembrar, que o bom médico, é aquele que respeita o Código de Ética e trata seus pacientes com respeito.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte de pesquisa: Jornal Medicina - Jan/2012



Nenhum comentário: