quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Mortalidade Materna




O Brasil deixará de cumprir uma das chamadas metas do milênio para a saúde pública porque o ritmo de redução na mortalidade materna foi "medíocre" na última década, segundo indica um estudo recente, publicado na Grã-Bretanha. A pesquisa foi coordenada pelos professores Rafael Lozano e Christopher Murray, do Instituto de Métrica e Avaliação da Saúde da Universidade de Washington, e publicada na revista científica britânica The Lancet. Embora o Brasil tenha avançado na redução da mortalidade de mulheres, o ritmo lento de melhora significa que o Brasil chegaria com 25 anos de atraso às metas que deveria cumprir já em 2015. Estimativas recentes apontam que mais de 65 mulheres a cada 100 mil parturientes morrem em decorrência de problemas na gestação ou no parto. Nos últimos onze anos, quando o mundo viu uma redução anual de 3,6% nessa estatística, por aqui, o ritmo foi de apenas 0,3%.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: BBC Brasil e Febrasgo



Nenhum comentário: