terça-feira, 26 de outubro de 2010

Adélia Prado



Neurolingüistíca

Quando ele me disse
ô linda,
pareces uma rainha,
fui ao cúmice do ápice
mas segurei meu desmaio.
Aos sessenta anos de idade,
vinte de casta viuvez,
quero estar bem acordada,
caso ele fale outra vez.

Poema by Adélia Prado - www.amulhernaliteratura.ufsc.br/
Foto by Mari Martins


Nenhum comentário: