segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Contra o colesterol e o câncer


Trabalhos científicos realizados na China e na Itália, publicados pela Sociedade Americana de Nutrição, pelo Instituto Nacional do Câncer e pelo Instituto de Pesquisa Farmacológica Mário Négri, evidenciaram que o alho e a cebola protegem contra o câncer do aparelho digestivo, de intestino, de próstata, de boca, de laringe, de estômago, de rins e de ovários. A recomendação dos estudos é uma só: comam diariamente dentes de alho e até uma cebola inteira!
Há ainda informações de que o consumo diário de alho aumenta a longevidade, reduz os riscos de infarto, favorece o bom funcionamento do sistema imunológico, reduz a glicose no sangue e o colesterol ruim (LDL), aumenta o colesterol bom (HDL), combate bactérias e vírus e previne a aterosclerose.
Com relação a cebola, há informações de que o seu consumo inibe bactérias causadoras de cáries e de distúrbios gástricos, combate fungos causadores de micose, reduz o teor de gordura do sangue e o risco de trombose e de atereosclerose, estimula o coração, ameniza os sintomas da asma, auxilia no controle da diabetes e tem efeito antioxidante.

Na alimentação, é preciso lembrar que tudo em excesso faz mal. Médicos e especialistas em nutrição alertam que o alho em excesso pode provocar alergias, causar anemias, afetar o equilíbrio estomacal e até a eficácia de medicamentos antiretrovirais. Os efeitos colaterais da cebola, ainda que menos intensos, também podem prejudicar a digestão, provocar gases, alergias e afetar o sistema circulatório. Tudo tem que ser consumido com muito cuidado e equilíbrio.

by Mari Martins
Foto ilustrativa - Google


Nenhum comentário: