sexta-feira, 18 de junho de 2010

Terapia da escrita

Escrever pode ser uma excelente terapia. Desde pequena me relaciono melhor com a escrita do que com a verbalização dos fatos. Creio que a escrita ofereça mais segurança, escrevendo você não corre o risco de ser impulsivo, pensa melhor nas palavras e acaba sendo mais cuidadoso.
Já escrevi por diversos motivos, escrevia poesia, crônicas, cartas, escrevia para desabafar e exorcizar alguma angústia ou pensamento obscuro, escrevia para me divertir e a vantagem da escrita é que você pode guardar para sí sem se sufocar, não fará mal ao corpo e a mente e quando for algo que queira compartilhar com alguém também pode e acaba sendo legal.
O papel pode tornar-se um grande aliado e a escrita pode te libertar das amarras psiquicas criadas no dia-a-dia. Até mesmo quando há um conflito, uma briga, escrever às vezes torna-se a solução, pois quando estamos discutindo, na maioria das vezes falamos coisas que magoam muito e usando a escrita como forma de comunicação "para quem tem dificuldade em se controlar" pode ser uma solução para manter o respeito e uma comunicação mais eficaz, afinal, o intuito é resolver o conflito. Pare de brigar, fique em silêncio, não fale coisas que o façam sentir arrependimento logo depois, espere um pouco, acalme-se e escreva o que sente, escreva com o coração e entregue a pessoa, mas seja nobre, fale a verdade, não apele, isso o ajudará a resolver o conflito.
As palavras tem muito poder, por isso é preciso ser cuidadoso com elas, ditas, escritas ou mentalizadas elas se materializam de alguma forma em sua vida, então use-as como aliadas.

by Mari Martins

Um comentário:

DiniSil disse...

Concordo contigo. Escrever liberta, alivia e além disso faz com que vc possaorganizar melhor os sentimentos e pensamentos, principalmente para aqueles que são impetuosos ao falar.