segunda-feira, 21 de junho de 2010

"Sicko" S.O.S Saúde

Sempre achei Michael Moore meio sensacionalista, mas pude assistir um excelente documentário dele neste fim de semana onde ele investiga e questiona o sistema de saúde dos EUA. No documentário, ele mostra um grupo de socorristas que trabalharam no atentado de 11 de setembro de 2001 e que por isso adquiriram lesões e doenças respiratórias devido ao trabalho nas ruinas das Torres Gêmeas. Bem, esse grupo de socorristas hoje não tem "Seguro Saúde" e consequentemente não conseguem tratamento para seus males nos EUA.
Michael Moore conduz esses socorristas até Cuba para ver se eles conseguem tratamento médico por lá e isso acaba dando certo. Todos foram atendidos, independentemente da nacionalidade, condição social, raça, credo e fizeram exames de última geração, foram medicados e receberam orientação médica quanto a continuidade do tratamento, tudo foi feito gratuitamente, pois em Cuba, todos recebem saúde e educação gratuitamente e ambos de qualidade. O interessante é que Cuba devido ao regime político socialista que sempre seguiu, sempre sofreu com os embargos, é um país pobre e no entanto consegue manter esse nível com relação a saúde e educação. Inúmeras vezes assisti programas mostrando o quanto a medicina de Cuba é avançada e que qualquer pessoa pode pleitear um tratamento lá e será atendida normalmente. 

Bem, a pergunta que não quer calar: Como Cuba consegue administrar isso? Como consegue oferecer estes serviços a população sem cobrar nada se nações ricas não conseguem fazê-lo? Como mantêm a qualidade e a eficácia? Será que é apenas uma questão de prioridade?

by Mari Martins

Nenhum comentário: