quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Estilo de vida X Longevidade




Conforme estudo da Academia Americana de Educação Física, o estilo de vida tem influência de 51% no risco de morte de uma pessoa. Fatores biológicos têm 20%, fatores ambientais têm 19% e assistência médica 10%.
Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a taxa de mortalidade é mais de 50% maior na população 20% mais pobre em relação à população 20% mais rica.
Maus hábitos aliados a fatores externos também são responsáveis pelas doenças crônicas não transmissíveis. Chamado de DCNT, este mal foi a causa, apenas em 2008, da morte de 36 milhões de pessoas, sendo 80% delas ocorreram em países não desenvolvidos ou em desenvolvimento.
Doenças cardiovasculares, diabetes, câncer e doenças respiratórias crônicas são consideradas epidemia global e os quatro principais fatores de risco para as DCNT são alimentação inadequada (excesso de sal e açúcar), sedentarismo, consumo de cigarros e ingestão exagerada de álcool.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte de pesquisa: Revista da APM - Dez/2011


Nenhum comentário: