terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Epidemia de Sarampo





Eu já falei sobre o assunto em outra postagem, mas a circulação endêmica do sarampo está de volta, após mais de dez anos de interrupção do fluxo da doença no país, então, retornaremos ao assunto.

Desde 2000 foram registrados apenas casos esporádicos, no Brasil e no Estado de São Paulo, relacionados à importação do vírus de locais onde ele continua endêmico. No período de janeiro a novembro de 2011, foram confirmados 22 casos no Estado, com identificação do genótipo D4, prevalente na Europa. Desses, 15 ocorreram em pessoas não vacinadas, incluindo seis crianças entre seis e 11 meses de idade. Em 2010, foram confirmados 68 casos no país (nenhum no Estado de São Paulo) e, neste ano, foram registradas 38 ocorrências até o final de novembro.

O crescimento do fluxo de viagens internacionais e o fato de ter havido uma epidemia na Europa em 2011, aumenta a probabilidade de ocorrência de novos casos importados no Brasil.

A medida de prevenção mais eficaz é a vacina tríplice viral, que protege também contra rubéola e caxumba e os primeiros sintomas do sarampo são a febre alta, com duração de quatro a sete dias, coriza, tosse, olhos avermelhados, fotofobia, pequenas manchas brancas na face interna das bochechas. Após alguns dias, aparecem manchas maculopapulares avermelhadas na pele, com início na face e atrás do pescoço. Se observar esses sintomas, procure um médico imediatamente.

Lembrando: Todo caso suspeito de sarampo detectado pelo médico, deve ser notificado à Secretaria Municipal de Saúde para investigação.

by Mari Martins
Imagem by Google

Nenhum comentário: