quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Percepção




No post anterior eu expliquei o que são Dervixes Rodopiantes e postei um vídeo mostrando os Dervixes praticando o giro porque eu quero compartilhar com vocês, um trecho do livro que estou lendo. Esse trecho cita a história do Dervixe Sufi "Mullah Nasrudin".

... Mullah Nasrudin estava contrabandeando o tesouro pela fronteira e enganando os guardas. Todos os dias, durante quatro anos, ele ia e voltava, e cada vez que a cruzava, os guardas sabiam que ele estava escondendo mercadorias valiosas que venderia por somas aviltantes do outro lado. Apesar de todas as buscas, porém, e apesar do fato de verem que ele estava prosperando, não conseguiam encontrar nada na sela do burro que levava. Finalmente, anos mais tarde, depois de Nasrudin ter-se mudado para outro país, o guarda da fronteira disse: "Está certo, pode me dizer agora. O que você estava contrabandeando?". Nasrudin abriu um grande sorriso. "Meu caro amigo", ele disse, "eu estava contrabandeando burros"...

...Está escondido plenamente à vista. O segredo aberto. Todos os dias, estamos em contato com aquilo que não está quebrado, mas estamos tão ocupados prestando atenção aos milhões de detalhes da vida cotidiana que não o percebemos. Podemos lhe dar ou não um nome, ainda está lá. Prestemos ou não atenção, não irá embora. Pense em uma época em que foi transportada para além de como você normalmente se define. Quando o tempo parou?...

Trecho do livro Mulheres Comida & Deus, de Geneen Roth - Editora Lua de Papel
Foto by Mari Martins - Ashram

Nenhum comentário: