quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Música


Sempre gostei muito de música, cresci ouvindo muita música e de todos os estilos, pois meu irmão é um excelente Baterista e sempre tocou em bandas da minha cidade. Era interessante ter um estúdio em casa com todos os instrumentos musicais, toda aquela parafernália, caixas de som gigantescas, mesa de som, guitarras, baixo, trompete, sax, violão, teclado, microfones, etc. Havia ensaios quase todos os dias e eu adorava aquele show vip, digamos assim, pois só eu assistia os ensaios. Minha mãe também tocava Órgão na igreja, então, meus ouvidos são muito bem treinados para música.
Aquilo tudo para mim se transformou numa grande aventura, foi a música que me ensinou interpretação de texto, foi a música que sempre me colocou em estado de reflexão, foi com a música que sempre compartilhei minhas emoções e ela será minha eterna companheira.
Não sei se música é uma coisa importante para você, mas achei muito interessante um estudo da Universidade Stanford, nos Estados Unidos, que indica que ouvir música instrumental enquanto você trabalha ou estuda ajuda na concentração e ajuda a ganhar produtividade. A música instrumental ativa o raciocínio, já a música que possui letra não trará bom resultado na hora do trabalho ou estudo, pois a letra te distrairá.

Faça essa experiência!

Música é tudo de bom!

Texto by Mari Martins
Foto - Meu irmão fazendo o que mais gosta 

2 comentários:

vidarealdasam disse...

Bom dia minha querida !!
Olha temos algo em comum, minha vida é envolta em música, meu irmão é vocalista, meu marido guitarrista e meu cunhado baixista !! kkk
Também tive vários shows Vips !
Além de é claro, eu amar música !
Até postei uma vez sobre a música instrumental sendo usada em prol da saúde.
Com certeza a música nos inspira e até influencia no nosso estado de espírito, não é mesmo ?
Grande abraço !

Jorge Alberto disse...

Muito bacana o seu post. Concordo em GNG sobre a questão da música estar presente em tudo que se faz. Também cresci ouvindo todos os estilos musicais e, hoje, tudo que eu faço é permeado por músicas.

Abraços.