quarta-feira, 7 de julho de 2010

Cogito

eu sou como eu sou
pronome
pessoal intransferível
do homem que iniciei
na medida do impossível


eu sou como eu sou
agora
sem grandes segredos dantes
sem novos secretos dentes
nesta hora


eu sou como eu sou
presente
desferrolhado indecente
feito um pedaço de mim


eu sou como eu sou
vidente
e vivo tranqüilamente
todas as horas do fim.

Poema by Torquato Neto

3 comentários:

Principe Encantado disse...

Amiga obrigado pela visita e estou lhe seguindo também, agora podemos estar sempre presentes.
Abraços forte

Jucifer disse...

mas bah guria
q poema lindo
falando do proprio eu
eu sou como eu sou
agora
sem grandes segredos dantes
sem novos secretos dentes
nesta hora
adorei esta parte
bjim

Cecília disse...

Mari,adorei o poema;simplesmente "eu sou como eu sou presente desferrolhado indecente feito um pedaço de mim".Amei.
Bjos