quarta-feira, 23 de março de 2011

Farmácias de Manipulação


A Covisa (Coordenação de Vigilância em Saúde) da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, interditou parcialmente 58 das 583 farmácias magistrais de São Paulo e mais 25 sofreram interdições totais. Segundo a Covisa, as faltas mais graves dizem respeito à legalidade dos insumos utilizados na produção - (dados obtidos no Jornal do Cremesp).

A questão da origem da matéria-prima, a questão do armazenamento, da produção e do controle de qualidade são muito importantes, então, certifique-se de que a farmácia passa por fiscalizações constantemente antes de utilizar os seus serviços.

by Mari Martins
Imagem by Google

Nenhum comentário: