terça-feira, 25 de setembro de 2012

Hellp Síndrome





HELLP SÍNDROME


Esta síndrome é uma complicação que pode ocorrer durante a gestação e após o parto. H: hemólise (é a quebra da hemácea resultando em anemia); EL: elevação das enzimas hepáticas (essas enzimas determinam a função do fígado e são elas: albumina; alanina transaminase; aspartato transaminase; fosfatase alcalina; bilirrubinas; gama GT); LP: diminuuição das plaquetas (As plaquetas estão presentes no sangue e são formadas na medula óssea. A principal função das plaquetas é a formação de coágulos). A paciente que desenvolve a HELLP síndrome vem seguida de hipertensão arterial desencadeada pela gestação. Os sintomas são parecidos com os da pré-eclâmpsia grave: dor no hipocôndrio direito (onde está o fígado); dor no epigástrio (local do estômago); náuseas e mal estar. A doença tem mal prognóstico e aumenta a morbimortalidade da mãe e do feto. As pacientes que tiveram Hellp síndrome têm maior chance de desenvolver pré-eclâmpsia com ou sem a síndrome numa próxima gestação. A doença é rara e o diagnóstico é laboratorial. Estima-se que em 3% dos casos a síndrome ocorra no puerpério (após o parto). O pré-natal precoce é o melhor meio de se prevenir da doença e de suas complicações. Alguns serviços administram o ácido acetilsalicílico via oral, em baixas doses, às pacientes hipertensas como medida de prevenção.


Coluna Saúde da Mulher - assinada pela Dra. Elaine K. Vasconcelos - Ginecologista, Obstetra e Mastologista - CRM: 101324.
Imagem by Mari Martins





Nenhum comentário: