quarta-feira, 1 de junho de 2011

Saúde Baseada em Evidências



Non vivas ut edas, sed edas ut vivere possis

- Si hoc legere scis nimium eruditionis habes –

Em artigo pregresso na Revista D&T- “A reação de Maillard à mesa: Mais um vilão para a nossa saúde?”1-, citamos alguns exemplos, como a condenação sumária da manteiga e a glamourização indiscriminada da margarina independente das que possuem ou não gorduras trans, tão ou mais prejudicial que as gorduras saturadas ao sistema cardiovascular, na década de 80, e a execração das gorduras trans na virada do século. Acompanhamos também “modismos” de décadas passadas como a suplementação indiscriminada de vitaminas ainda com reflexos nos dias atuais (Quem ainda não escuta na prática clínica-Doutor eu vim aqui pro senhor me passar umas vitaminas. Estou muito fraco-), abordado também em edições passadas.2
O que dizer do hábito de tomar um “cafezinho” que de tempos em tempos ora é massacrado, ora é a cura de todos os males? Entre o oito e o oitenta um abismo se apresenta e neste caso como já ponderado3 o caminho do meio, embora sem láureas é o que mais se aproxima da sabedoria.
Desde 1894 os Estados Unidos publicam guidelines sobre recomendações nutricionais4 e como as recomendações mudaram! Sob a luz de novas descobertas porcentagens de macronutrientes por vezes diminuem por vezes aumentam, heróis do passado tornam-se vilões no presente, como as gorduras, e nos resta a dúvida: Estamos comendo adequadamente? Seremos condenados as mais ignóbeis doenças crônicas caso as vindouras recomendações nutricionais divirjam das atuais?! Ora pro nobis!
Vovó e BenJor já diziam- Prudência e dinheiro no bolso não fazem mal a ninguém. Por enquanto, sob a luz das evidências, parece-nos que o “caminho do meio” ainda é a melhor opção. Como o dito popular: Dans la médecine, comme en l'amour, ni jamais, ni toujours !

Referências:

1-LEMOS, A. L. A. ; Lemos, HP . A reação de Maillard à mesa: Mais um vilão para a nossa saúde?. Diagnóstico & Tratamento, v. 13, p. 171-173, 2007.
2-LEMOS JUNIOR, Hernani Pinto de . Vitamina! Pra que te quero?. Diagnóstico & Tratamento, v. 11, p. 149-150, 2006.
3-LEMOS JUNIOR, Hernani Pinto de . Vamos tomar um cafezinho. Diagnóstico & Tratamento, v. 12, p. 120-121, 2007.
4-Davis C, Saltos E. Dietary Recommendations and How They Have Changed Over Time. In? online database: URL: http://www.ers.usda.gov/publications/aib750/aib750b.pdf

by André Luis Alves De Lemos, MD, MSc
Imagem by Google

 
 

Nenhum comentário: