segunda-feira, 20 de junho de 2011

O Corpo de um poema



Olho muito tempo o corpo de um poema
Até perder de vista o que não seja corpo
E sentir separado dentre os dentes
Um filete de sangue
Nas gengivas

by Ana Cristina Cesar
Foto by Mari Martins


Nenhum comentário: