segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Câncer de cabeça e pescoço



O câncer de cabeça e pescoço é a quinta neoplasia mais comum no mundo e apresenta taxa de incidência em homens que ultrapassa 20 por 100.000 habitantes em países como Brasil, Itália, França, Espanha e Estados Unidos. As estimativas mundiais de incidência e mortalidade do câncer da cavidade oral têm aumentado em ambos os gêneros, correspondendo a 6,6/100.000 e 3,1/100.000 entre os homens e 2,9/100.000 e 1,4/100.000 entre mulheres, respectivamente. Esse é o 11º tipo de neoplasia mais comum e a 13º causa de morte específica por câncer na mesma população. No Brasil, o número de novos casos de câncer de cavidade oral estimados para o ano de 2010 é de 14.120, sendo 10.330 em homens e 3.790 em mulheres, ocupando a oitava localização mais acometida dentre todos os tipos de câncer.
Além disso, com frequência o diagnóstico é realizado em estádios clínicos avançados da doença, o que normalmente determina um maior número de casos com prognóstico reservado e aumento da taxa de sequelas e deformidades e, consequentemente, redução da qualidade de vida dos pacientes.
A prevalência e o prognóstico dos tumores de cabeça e pescoço são dependentes de múltiplas variáveis, como exposição aos fatores de risco, características moleculares do tumor, estadiamento clínico, comorbidades, tratamento realizado, entre outros.

Principais fatores de risco relacionados à doença são:
  • Tabagismo;
  • Alcoolismo;
  • Infecção viral - vírus Epstein-Barr e Papilomavírus Humano (HPV);
  • Exposição ocupacional.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte de pesquisa: Diagnóstico e Tratamento - 2011;16(3):134-6


Nenhum comentário: