segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Cirurgias no SUS



Levantamento recente realizado pelo Instituto do Coração (InCor), da Universidade de São Paulo, chegou a uma importante constatação. A curetagem foi a cirurgia mais realizada no Sistema Único de Saúde (SUS) entre 1995 e 2007.
Os pesquisadores analisaram mais de 32 milhões de procedimentos no período, com base em dados do Ministério da Saúde, deixando de fora as cirurgias cardíacas, os partos e outras pequenas intervenções que não exigiram internação.
Entre os 1.568 procedimentos avaliados, as curetagens tiveram 3,1 milhões de registros, seguidas das cirurgias para correção de hérnia (1,8 milhão), retirada de vesícula (1,2 milhão), plástica de vagina e períneo (1,1 milhão) e retirada de apêndice (923 mil). Os dados foram publicados na revista Plos One.
O mais alarmante é que, embora não seja possível diferenciar a curetagem resultante do aborto espontâneo daquela realizada após aborto provocado, a estimativa do Ministério da Saúde é que maioria seja realmente decorrente de aborto induzido, pois considerável parte dos abortamentos espontâneos não exige internação.

by Mari Martins
Fonte: Jornal da FEBRASGO e Agência Estado
Imagem by Google


Um comentário:

Pithan Pilchas disse...

Buenas,

os números são altos. Bom post.

Abraço

Paulo