segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Alzheimer



Os pesquisadores do Instituto de Psiquiatria do King's College, de Londres, disseram que níveis elevados de uma proteína sanguínea chamada Clusterina estão ligados ao surgimento do mal de Alzheimer. A previsão, no entanto, é que os médicos ainda vão levar cerca de cinco anos para conseguir aplicar a descoberta em um exame que identifique futuras vítimas do Alzheimer. A pesquisa usou uma técnica chamada proteômica, que analisa as proteínas em 95 pacientes. O resultado foi publicado na revista Archives of General Psychiatry.

by Mari Martins
Fonte: JAMB
Imagem by Google


Nenhum comentário: