segunda-feira, 29 de agosto de 2011

O BEM é opcional!



No sábado pela manhã, eu saí para resolver algumas tarefas corriqueiras, coisas como comprar alguns produtos no mercado na rua de baixo, passar na loja de materiais de construção para comprar uma peça para manutenção da casa, coisa pouca e que se resolve em pouco tempo. Pois bem, nesse "pouco tempo" eu vi um caixa eletrônico arrombado, vi uma senhora correndo atrás de um ciclista/ladrão gritando "pega ladrão", conversei com pessoas mal humoradas e descontentes com a vida. Essa é a energia que nos ronda todos os dias e a maioria das pessoas não faz idéia de que isso pode ser revertido. A mente é tudo, é o grande canal vibracional que reverte essa energia. Quanto mais se pensa em desgraça, em violência, em miséria, em doença, em tristeza, mais se atrai esse tipo de energia. O pensamento é poderoso, é precioso e não pode ser disperdiçado. O pensamento tem que estar no BEM, tem que estar no AMOR, tem que estar em DEUS. O pensamento tem que ser alegre, positivo, otimista, confiante e envolvido de compaixão. Se nosso pensamento for bom, o universo não receberá essa energia negativa e ela não se espalhará para as pessoas e não será convertida em assaltos, assassinatos, catástrofes, etc. Nós não somos 100% bons, nem 100% ruins e cabe a nós escolher de que lado da balança queremos ficar, sim, isso é opcional! Então, escolha a luz, a bondade, a gentileza, a compaixão. Escolha Deus, escolha a sua felicidade e deseje o mesmo ao próximo, só assim o mundo será melhor.

No domingo acordei cedo, resolvi visitar um Templo Budista. Comecei a pensar no trânsito maluco, nas pessoas, na violência que envolve São Paulo e quase desisti. No caminho, realmente encontrei tudo isso, pessoas impacientes é o que não falta em São Paulo, mas fui e passei o dia ouvindo mantras no Templo Zu Lai de Cotia, observando carpas e tartarugas num lago lindo, observei árvores, a natureza, fotografei Budas, observei os monges, ouvi sinos e tambores, meditei com incensos, tomei Tchai e no final do dia desejei a paz que eu estava sentindo para todos.

Não importa a sua religião, se você é Católico, se é Evangélico, se é Kardecista, se é Budista, se é Protestante, se é Adventista, se é Indu, se é Budista... DEUS é um só e o pensamento principal da vida e do ser humano deve ser o AMOR. Já disse isso em várias postagens e acredito piamente nisso. Não tenho religião definida, mas tenho FÉ, acredito em DEUS, acredito no AMOR e na compaixão e quem carrega consigo coisas boas, pensamentos bons, energia boa, faz o BEM diariamente inconscientemente até, só de não desejar o MAL de alguma forma e espalhar essa energia para o universo.

Pense nisso!

Namaste!

Texto e Foto by Mari Martins
Informações sobre o Templo Zu Lai - www.templozulai.org.br 


Nenhum comentário: