domingo, 14 de outubro de 2012

Indicações de Cesariana baseadas em evidências




INDICAÇÕES DE CESARIANA BASEADAS EM EVIDÊNCIAS


No Brasil, a taxa de cesarianas no setor de saúde suplementar chega próximo de 80%, enquanto no SUS fica próxima de 30%. As principais indicações e recomendações de parto cesariana, baseadas em evidências, são as seguintes: Distócia ou falha na progressão do parto, é quando ocorre falha na progressão do trabalho de parto por falta ou parada das dilatações ou das contrações, a recomendação é que se use a ocitocina para as contrações uterinas fracas, seguida da ruptura das membranas (da bolsa de líquido amniótico), se evoluiu: tentar parto vaginal, se não: cesariana intraparto; Desproporção cefalopélvica (quando a cabeça do feto não passa na bacia materna): cesariana intraparto; Má posição fetal: tenta-se a rotação manual, se houver falha: cesariana; Apresentação pélvica (quando o feto está com a cabeça para cima): não há evidências suficientes a favor da cesariana, quando realizada a cesariana deve ser intraparto; Apresentação de face (quando o feto está com a face voltada para baixo): a conduta é expectante e deve-se observar a evolução do trabalho de parto, se houver falha: cesariana; Apresentação córmica (quando os ombros do feto estão voltados para baixo): a recomendação é cesariana intraparto; Cesárea anterior: o parto vaginal pode ser tentado com sucesso em torno de 70%; Frequência cardíaca fetal alterada, sofrimento fetal, mecônio (quando o feto evacua dentro do útero): manobras de ressuscitação intraútero, vigilância rigorosa da frequência cardíaca fetal, avaliar aspecto do líquido amniótico, se o ph do feto estiver normal a recomendação é para conduta expectante, se o ph fetal mostrar acidose deve-se realizar a cesariana; Centralização fetal (alteração do fluxo sanguíneo que irriga o cérebro fetal): não há evidências sobre o benefício da cesariana e indução do parto. 

Fonte: revista Femina, agosto de 2010, vol 38. Trabalho de revisão dos drs: Melânia Maria Ramos Amorim, Alex Sandro Rolland Souza e Ana Maria Feitosa Porto, do Instituto de Medicina integral Prof. Fernando Fiqueira - Recife (PE).


Coluna Saúde da Mulher - assinada pela Dra. Elaine K. Vasconcelos - Ginecologista, Obstetra e Mastologista - CRM: 101324.
Imagem by Mari Martins





Nenhum comentário: