quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Gravidez Psicológica





GRAVIDEZ PSICOLÓGICA


Pseudociese ou gravidez psicológica é quando existem sintomas de uma gravidez normal, mas o útero está vazio. A palavra vem do grego: pseudo (falso), kyesis (gravidez). Pode ocorrer nas mulheres, nos homens e nos animais. Deve-se a fatores de ordem emocional que afetam a glândula pituitária. Esta glândula tem o tamanho de uma ervilha, está localizada na sela túrcica, na base do cérebro e é responsável pela produção de hormônios que controlam o funcionamento de outras importantes glândulas (inclusive dos ovários). As emoções têm origem no sistema límbico. O hipotálamo conecta-se com a glândula pituitária (hipófise) para controlar o funcionamento das outras glândulas do organismo. Por isso a pseudociese pode alterar os níveis de alguns hormônios, exceto o HCG (gonadotrofina coriônica) que pode ser dosado no sangue ou na urina para se confirmar uma gravidez. Portanto, a história emocional do paciente é tão importante quanto a doença deste. Essa gravidez que não existe é criada inconscientemente. Está mais associada a mulheres que desejam muito ou temem a maternidade. Devido ao descontrole hormonal, a mulher que desenvolve a pseudociese pode apresentar enjôos, náuseas, ausência de menstruação e aumento do volume abdominal. Como ocorre o aumento do apetite, também ocorre aumento de peso e de peristaltismo intestinal. Esses movimentos fisiológicos do intestino simulam um bebê mexendo dentro da barriga. O tratamento consiste em acompanhamento psiquiátrico e ou psicológico. A administração de medicamentos fica reservada aos casos com patologia psiquiátrica associada como a depressão. A terapia de casal pode estar indicada e costuma surtir bons efeitos. A paciente, geralmente, tem boa evolução e atinge a cura sem maiores complicações.



Coluna Saúde da Mulher - assinada pela Dra. Elaine K. Vasconcelos - Ginecologista, Obstetra e Mastologista - CRM: 101324.
Imagem by Mari Martins




Nenhum comentário: