quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Gravidez na adolescência


15 milhões de adolescentes grávidas anualmente

De acordo com estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), anualmente 15 milhões de adolescentes de todo o mundo ficam grávidas.
Isso é alarmante! Das jovens com filhos, apenas 30% frequentam a escola com regularidade, contra 76,3% entre as que ainda não são mães.
Esses dados denotam não apenas a precocidade com que as garotas iniciam sua vida sexual, mas também os prejuízos dessa antecipação, que podem se refletir pelo resto de suas vidas.

A responsabilidade de gerar e criar um filho nessa etapa da vida, diminui as possibilidades de sucesso na vida adulta. Diminui o grau de escolaridade dessas jovens e consequentemente, as perspectivas de um futuro promissor.

Outra questão muito importante, são os riscos aumentados que essas jovens têm de contágio de doenças sexualmente transmissíveis. Em uma pesquisa encomendada pela FEBRASGO e a Bayer Schering Pharma, que envolve 1.889 mulheres notou-se que:
  • 33% das entrevistadas tiveram a primeira relação sexual antes dos 16 anos;
  • 28% das entrevistadas já fizeram sexo casual, com relação íntima no primeiro encontro;
  • 67% das mulheres não pedem para o parceiro usar preservativos em todas as relações sexuais, o que denota a falta de prevenção com o contágio de DSTs;
  • 57% das jovens usam anticoncepcionais para evitar a gravidez;
  • 88% das jovens alegam que conversam com os parceiros sobre a prevenção da gravidez.
A saúde sexual e reprodutiva dos adolescentes é uma questão preocupante no mundo todo!

by Mari Martins
Fonte: OMS e FEBRASGO
Imagem by Google

Nenhum comentário: