terça-feira, 25 de junho de 2013

Entenda melhor o que é Sinéquia Vulvar



SINÉQUIA VULVAR


Sinéquia vulvar é o colabamento dos pequenos lábios vaginais. Acomete crianças até 10 anos de idade, sendo mais frequente até os 2 anos. Esse colabamento pode ser total ou parcial. Pode esconder completamente o orifício vaginal e até a saída da uretra. A princípio, pode não haver qualquer sintoma manifestado pela criança. Muitas vezes, o pediatra faz o diagnóstico em exames de rotina e encaminha ao ginecologista. As causas podem ser várias: a baixa produção do hormônio estrogênio, própria da tenra idade; Vaginites causadas pela higiene deficiente da genitália; Traumas locais; etc... Quando a criança ainda não atingiu a menarca (primeira menstruação), pode ocorrer infecções do trato urinário ou infecções locais causando dor e irritação na vagina. Se o problema não for resolvido até a menarca, pode haver retenção de sangue no canal vaginal com intensas dores para a criança. Ou seja, a menstruação não poderá ser eliminada pela falta da abertura dos pequenos lábios. O tratamento é simples, podendo ser clínico ou cirúrgico. Geralmente, o tratamento clínico é com cremes contendo o hormônio estrogênio, que deve ser usado bem na região onde os lábios estão colabados. O ginecologista explica à mãe a maneira correta de aplicar o creme. Quando os lábios estão "colados", acontece de baixo para cima, de forma que o creme vai tender a descolar de cima para baixo. A mãe sempre deve seguir o tempo estabelecido pelo médico, senão, depois de "descolados", os lábios podem voltar a se "colarem". Caso não haja sucesso com o tratamento clínico, podemos optar pelo tratamento cirúrgico, onde os lábios serão separados com um bisturi, sob anestesia, é claro. Portanto, toda criança, mesmo na tenra idade, deve ter sua vulva examinada pelo pediatra ou ginecologista.


Coluna Saúde da Mulher - assinada pela Dra. Elaine K. Vasconcelos - Ginecologista, Obstetra e Mastologista - CRM: 101324.
Imagem by Mari Martins




Um comentário:

Anônimo disse...

Existe tratamento na fase adulta?