terça-feira, 9 de abril de 2013

Uso interno




Beba seu olhar
numa madrugada messe
que é preciso ceifar-se

Verta seus passos
numa manhã anzol
que é preciso pescar-se

Apanhe duas estrelas
numa noite rede
e ate-se.


Poema by Raimundo Célio Pedreira
Foto by Mari Martins




Nenhum comentário: