segunda-feira, 29 de abril de 2013

Excesso de internet pode criar geração de jovens incapazes de pensar por si próprios




O cérebro humano pode se infantilizar em decorrência do excesso de tempo na internet, como ocorre com crianças pequenas atraídas por manifestações sonoras e luminosas. Pior ainda: pelo imediatismo  dos flashes e imagens oferecidos pelo computador, jovens moldados pelas redes sociais e jogos online tendem a captar as informações de forma deficitária, devido à falta das estruturas conceituais que ligam um acontecimento ao outro.

Esse panorama assustador é traçado pela neurocientista Susan Greenfield, professora de farmacologia sináptica na Universidade de Oxford e de fisiologia, no Lincoln College que, além de dedicar-se a descobrir os efeitos cerebrais das novas tecnologias, há anos explora mecanismos característicos das regiões afetadas pelo Mal de Alzheimer e o de Parkinson.


by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: Revista Ser Médico nº 62




Nenhum comentário: