sexta-feira, 20 de junho de 2014

Supermúsculos



Uma equipe internacional de cientistas, liderada pela Universidade do Texas, produziu fibras musculares com fios de polímero (nylon e polietileno). Com capacidade de contração e expansão maior do que o músculo humano, elas reagem a mudanças de temperatura e são capazes de erguer 100 vezes mais peso do que as fibras musculares naturais. Os autores do artigo, publicado na revista Science, acreditam que a tecnologia poderá ser útil na criação de próteses, robôs e roupas ajustáveis à temperatura ambiente.


Fonte: Revista Ser Médico nº 67



Nenhum comentário: