segunda-feira, 28 de julho de 2014

Exame de sangue para descobrir o sexo do bebê





EXAME DE SANGUE PARA DESCOBRIR O SEXO DO BEBÊ


No Brasil, desde 2003, é possível descobrir o sexo do bebê a partir da 8ª semana de gestação com um simples e caro exame de sangue. Na ultrassonografia morfológica, conseguimos visualizar o sexo com 20 semanas de gestação. O exame de sangue é feito com uma amostra da mãe e, portanto, não é um procedimento invasivo que põe em risco a vida do feto. Um chinês chamado Y. Dennis Lo descobriu que no sangue materno há uma pequena fração do DNA do feto. Após coletar o sangue materno, é realizada a separação do DNA fetal que vai ficar livre do plasma (sangue) materno. Nesse DNA isolado, pesquisa-se a sequência específica do cromossoma "Y". Se no resultado houver o cromossoma "Y", é menino, se não houver, é menina. Nos gêmeos o exame também pode ser feito. Se forem univitelinos (idênticos), o resultado é válido para os dois bebês. Se houver mais de uma placenta, se o resultado for menino, quer dizer que pelo menos um dos gêmeos é menino e se o resultado der menina, quer dizer que ambos os bebês são do sexo feminino. O exame pode ser chamado de "sexagem fetal" ou "determinação do gênero fetal", custa em torno de 350-450 reais e não é difícil de adivinhar que os planos de saúde não cobrem. Em cinco dias, o resultado sai. Não é indicado para as mães que receberam transplantes ou transfusões de sangue dos homens porque o teste pode indicar menino e esse resultado não ser o sexo do bebê.


Coluna Saúde da Mulher - assinada pela Dra. Elaine K. Vasconcelos - Ginecologista, Obstetra e Mastologista - CRM: 101324.
Imagem by Mari Martins




Nenhum comentário: