terça-feira, 3 de setembro de 2013

A sexualidade em mulheres submetidas à histerectomia




A SEXUALIDADE EM MULHERES SUBMETIDAS À HISTERECTOMIA


A retirada do útero altera a libido e/ou o orgasmo da mulher? Anatomicamente, não altera. Existem, em algumas mulheres, alguns efeitos psicológicos que devem ser considerados. Dependendo do comportamento sociocultural da mulher, se ela relaciona ou não o útero ao prazer sexual, pode haver sintomas como: depressão (pela sensação de perda do útero), disfunções sexuais e alterações na autoestima. Estudos com mulheres de 2009 a 2010 mostraram que houve uma sensação de estranheza corporal que se discipa gradualmente nos três primeiros meses de pós-operatório. "As pacientes não atribuíram ao útero uma força simbólica de representante da feminilidade, o que favorece o período pós-operatório". Os resultados dos testes apresentaram uma tendência à melhora da vida sexual das pacientes no pós-operatório. A conclusão do estudo da equipe de pós-graduação de ginecologia da FMUSP foi que o caráter multifatorial da sexualidade ficou em evidência a partir da conjunção de múltiplos fatores: sintomatologia, pretensão de ter mais filhos, relacionamento conjugal e vida sexual, crenças e valores socioculturais.

Fonte: Revista brasileira de ginecologia e obstetrícia, março de 2011 - vol. 33 nº 03.


Coluna Saúde da Mulher - assinada pela Dra. Elaine K. Vasconcelos - Ginecologista, Obstetra e Mastologista - CRM: 101324.
Imagem by Mari Martins




Nenhum comentário: