sexta-feira, 23 de abril de 2010

Lá vou eu

Num apartamento perdido na cidade
Alguém está tentando acreditar
Que as coisas vão melhorar ultimamente
A gente não consegue
ficar indiferente debaixo desse céu
No meu apartamento
Você não sabe o quanto voei
O quanto me aproximei de lá da Terra
Num apartamento perdido na cidade
Alguém está tentando acreditar
Que as coisas vão melhorar ultimamente
No meu apartamento
Você não sabe quanto voei
O quanto me aproximei de lá da Terra
As luzes da cidade não chegam as estrelas
Sem antes me buscar
Na medida do impossível tá dando pra se viver
Na cidade de São Paulo, o amor é imprevisível
Como você e eu e o céu
Num apartamento perdido na cidade
Alguém está tentando acreditar
Que as coisas vão melhorar ultimamente
A gente não consegue
Ficar indiferente debaixo desse céu
No meu apartamento
Você não sabe o quanto voei
O quanto me aproximei de lá da Terra, não
As luzes da cidade não chegam as estrelas Sem antes me buscar
Na medida do impossível tá dando pra se viver
Na cidade de São Paulo, o amor é imprevisível
Como você e eu e o céu.

Rita Lee/Luiz Sérgio
Letra retirada do site http://www.letrasdemusicas.com.br/
Foto by Mari Martins - Praça do Pôr-do-sol

Nenhum comentário: