quinta-feira, 29 de abril de 2010

Grande Prece pela Paz Mundial

Possam todos os seres vivos ser adornados com o amor,
Compaixão, alegria e equanimidade.
Possam ter generosidade, ética,
Paciência, esforço, concentração e sabedoria.
Assim, pela virtude acumulada
Através de tudo que fiz,
Possa a dor de todo ser vivo
Ser completamente purificada.
Possa eu ser o médio e o remédio
E possa eu ser o enfermeiro
Para todos os seres doentes no mundo
Até que todos estejam curados.
Possa cair uma chuva de comida e bebida
Para purificar a dor da fome e da sede,
E durante o éon da fome,
Possa eu mesmo me transformar em comida e bebida.
Possa eu me tornar um tesouro inexaurível
Para aqueles que são pobres e destituídos;
Possa eu me transformar em todas as coisas que possam precisar
E possam estas ser colocadas bem ao seu lado.
Sem qualquer senso de perda,
Devo dar meu corpo e deleites,
Assim como todas as minhas virtudes dos três tempos,
Para beneifiar a todos.
Possa eu ser um protetor para aqueles que não o tem,
Um guia para todos os viajantes no caminho;
Possa eu ser uma ponte, um bote e um navio
Para aqueles que desejam cruzar a água.
Possa eu ser uma ilha para aqueles que procuram uma
E uma lamparina para aqueles que desejam luz;
Possa eu ser uma cama para aqueles que desejam descansar
E um servo para todos os que querem um servo.
Assim como o espaço e como
Todos os grandes elementos, como a terra,
Possa eu sempre dar suporte à vida
De todas as ilimitadas criaturas.
Possam os cegos ver formas,
Possam os surdos ouvir sons,
E assim como um arco-íris surge naturalmente no espaço,
Possam as mulhes grávidas dar nascimento sem dor.
Possam os nus encontrar roupas,
Os famintos encontrar comida;
Possam os sedentos encontrar água
E bebidas deliciosas.
Possam os pobres encontrar rirqueza,
Os enfraquecidos com a tristeza, encontrar alegria;
Possam os miseráveis encontrar nova esperança,
Constante felicidade e prosperidade.
Possam todos os que estão doentes
Rapidamente ser librados de sua doença
E possa toda doença no mundo
Nunca ocorrer novamente.
Possam os amedrontados deixar de ter medo
E os presos ser libertados;
Possam os impotentes encontrar poder
E possam as pessoas pensar em beneficiar umas às outras.
Possam todos os seres sencientes ter todos os poderes imaculados,
Liberdade de todas as condições de não-lazer,
Liberdade de ação
E bom modo de vida.
Possam os seres corporificados ter boa aparência,
Boa psique, grande beleza, uma aparência agradável,
Liverdade da doença,
Poder e longa vida.
Possa eu ser sempre um objeto de deleite
Para todos os seres sencientes, de acordo com seus desejos,
E sem interferência, assim como são a terra,
A água, o fogo, o vento, os remédias e as florestas.
Possa eu ser tão caro aos seres sencientes quanto a sua
Própria vida e possam eles ser muito caros para mim.
Possam suas negatividades amadurecer para mim
E todas as minhas virutdes para eles.
Possa eu dar proveito e vitória aos outros
E tomar a perda e a derrota para mim.
Possa eu abandonar a autoestima egoísta
E continuamente praticar a estima aos outros.
Enquanto qualquer ser senciente,
Em qualquer lugar, não tiver sido liberado,
Possa eu permanecer no mundo para o seu benefício,
Até mesmo se eu já tiver atingido a iluminação.
Possam todos os seres mundanos
Nunca experienciar guerra, luta ou conflito,
E para sempre permanecer sem condições ruins
Como terremotos, doença ou seca.
Possa a paz permear os corações de todos
Para que para sempre permaneçam em alegria e abundância.

(Geshe Acharya Thubten Loden)

Nenhum comentário: