quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Fio de sutura mágico...




Desenvolvido na Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, em Campinas, um fio de sutura enriquecido com células-tronco impressionou os pesquisadores em testes com animais. Eles acompanhavam a evolução de uma fístula intestinal – ferida aberta provocada por uma falha de cicatrização ainda de origem desconhecida e de difícil tratamento – quando decidiram aplicar o inédito fio de sutura. Três dias depois, notaram que a área do ferimento havia diminuído de tamanho, e quase fechado (75%). O tratamento convencional utilizado atualmente dura de 8 a 10 semanas.


Fonte: Revista Ser Médico nº 65



Nenhum comentário: