quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Médica brasileira aplica técnica pioneira em cirurgia fetal




Uma cirurgia inovadora, com uma técnica 100% nacional, foi realizada no Hospital Samaritano. A especialista do Núcleo de Medicina Fetal e Perinatal, Denise Pedreira utilizou, pela primeira vez, uma técnica desenvolvida por ela, depois de 14 anos de estudos, para correção de Mielomeningocele através de cirurgia endoscópica.
A Mielomeningocele é uma doença congênita caracterizada por uma malformação das estruturas que protegem a medula. A cirurgia fetal tem o objetivo de proteger (cobrindo ou fechando) a medula exposta, visando reduzir a lesão dos nervos expostos ao líquido amniótico.
A correção deste defeito antes do nascimento mostra melhora no desenvolvimento neurológico do bebê e menor necessidade de colocar válvula para tratar a hidrocefalia. A cirurgia convencional é feita "via céu aberto", com corte na barriga e no útero para operar o feto. Já a técnica endoscópica é feita por câmera de vídeo, sem a necessidade da abertura do útero.
A técnica brasileira é 100 vezes mais barata e reduz o tempo do procedimento em um terço. A principal diferença está na película usada para "fechar" a medula, além do que ela traz um diferencial muito importante, ela induz a formação da dura-máter (membrana que envolve a medula espinhal), enquanto que o produto utilizado na Alemanha, apenas substitui a dura-máter. A película foi desenvolvida por uma empresa brasileira e com materiais nacionais.


by Mari Martins
Imagem by Google




Nenhum comentário: