sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Começo, Meio e Fim


Sempre gostei da área de saúde, estou sempre lendo e me interando sobre tudo que acontece. Quando fiz o curso de Instrumentação Cirúrgica, me encantei e decidi que queria instrumentar cirurgias obstétricas, pois acho lindo o fato de ajudar a "Trazer ao Mundo" mais um ser. Talvez eu tenha um olhar poético da profissão, e por isso, me emociono quando participo de um parto.

O "Ato" de "Nascer" tem uma simbologia linda, não digo só com relação aos seres humanos, digo com relação a tudo, aos animais, as flores, as plantas, com relação a nascente de um rio. Isso tudo mostra a força de Deus, a força da vida e toda energia canalizada.

Tudo na vida tem Começo, Meio e Fim!
Sabe aquela fruta deliciosa, suculenta, doce, você a morde pela primeira vez e deleita-se, depois morde mais uma vez, mais uma vez e depois vem a mordida final, aquela que é a mais gostosa de todas as mordidas, porque será a última! Nunca dou a última mordida para ninguém, não adianta pedir! A última mordida é só minha! A vida é assim, tem começo, onde muitas pessoas participam, tem o meio onde formamos família e desfrutamos da maturidade e tem o fim. Nossa cultura nos ensinou um conceito errado com relação ao final de tudo, o final causa sofrimento, a fruta doce e suculenta no fim. Tudo pode ser melhor encarado se pensarmos que o final é o triunfo, é o sossego, é a paz, é a satisfação, é a ausência de necessidades... Os orientais pensam assim e lidam melhor com o final, com a morte...
A última mordida é só "minha" porque eu possuo a "vida", esse é um momento entre mim e Deus, um momento de solidão e ao mesmo tempo de encontro para seguir num "outro" caminho diferente do que nós conhecemos, por isso o medo, porque é desconhecido, mas Deus só veio buscar o que ele me deu, a vida, e que na realidade, é dele e vem dele...

Nascer realmente é lindo, mas a morte também pode ser encarada de forma diferente, pelo menos com menos medo e pesar.

Começo
Meio
Fim
Todos os dias ela nasce com o amanhecer e morre com o anoitecer
Sem memória! 
O amanhecer é lindo!
O anoitecer é lindo!
Todos os dias ela nasce com o amanhecer e morre ao anoitecer
Sem memória!
Os dias seguem em vigília!
Os dias nascem e morrem
E é lindo o novo dia que nasce
E é lindo o dia quando morre e a noite surge com o pôr-do-sol.
Nascer, Viver e Morrer
Segue a vigília!
Todos os dias ela a coloca para dormir
Sem saber se o dia nasce ou morre
Sempre esperando o amanhecer.
Nascer é lindo!
Morrer, é dar continuidade!

Texto e Foto by Mari Martins

Um comentário:

-*Vera Luz*- disse...

Olá Marinise!

Quantos presentes de Deus!! Esta (phalaenópsis)orquídea, eu também tenho, está linda, só que não há mais botões, todas abriram e estão grandes, maravilhosas, lindas!! Perfeita assim como a vida que você descreveu! Foi um presente chegar aqui hoje e ler tudo o que escreveu, ou melhor, tudo o que resplandeceu do seu coração! Que a vida de Deus continue a cada dia fazendo sua renovação em nós, conduzindo o bem em nossa mente que eleva os sentimentos aos quais nos fazem compartilhar um ponto de luz a cada pessoa tocada, na transformação de cada dia vivido! Muito obrigada por compartilhar e alegrar meu coração com esta visita aqui! Obrigada pela sua amizade!

Um abraço,
"Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma" -*Vera Luz*-