sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Depressão maternal




Os médicos devem rastrear as doenças mentais na maternidade, principalmente a depressão de mulheres durante a gravidez e após dar à luz. A recomendação é do U.S. Preventive Services Task Force, influente serviço de especialistas vinculado ao governo dos Estados Unidos. A iniciativa foi tomada em função de novas evidências de que as doenças mentais na maternidade são mais comuns do que se pensava. Estudos estadunidenses estimam que a depressão durante a gestação ocorra em 13% das mulheres e, no pós-parto, entre 10% e 15%. Sem tratamento, os transtornos podem causar prejuízos, inclusive para o bem-estar das crianças. O rastreamento é considerado importante porque muitas mulheres relutam em contar os sintomas aos médicos. O serviço estadunidense não especifica como deve ser feito esse monitoramento. Entretanto, um método efetivo para identificar a doença é a aplicação da Escala Edimburgo de Depressão Pós-parto, composta por dez questões, que requerem apenas alguns minutos para ser respondidas.

Fonte: Revista Ser Médico - Edição 77




Nenhum comentário: