terça-feira, 19 de novembro de 2013

Entenda melhor o que é Teratoma





TERATOMA


É um tipo de tumor de ovário, dermóide (benigno) ou imaturo (maligno), derivado de células germinativas. Na maioria das vezes é benigno. É composto de vários tipos de tecidos diferentes, de diversas linhagens embrionárias. No teratoma, podemos encontrar pele, cabelo, ossos, dente, tecido da musculatura intestinal, etc. Ocorre mais frequentemente na idade reprodutiva da mulher e pode aparecer no testículo. Acredita-se que a origem seja um óvulo produzido pelo ovário. Pode atingir grandes dimensões provocando compressão dos órgãos pélvicos como bexiga, ureter, intestino. No início, a paciente é assintomática, mas a medida em que o tumor vai crescendo, podem aparecer sintomas como desconforto urinário e dores em baixo ventre devido à compressão que o teratoma exerce em outros órgãos. A hipótese diagnóstica é feita com o exame físico, onde palpamos uma tumoração nos anexos e com a ultrassonografia que mostra um tumor complexo (cístico-sólido). O anátomo-patológico vai identificar os diferentes tecidos e fechar o diagnóstico, inclusive se é maligno ou benigno. O tratamento é cirúrgico. Quando pequeno, pode ser retirado por vídeo. Já maior, é melhor uma laparotomia, onde abrimos o abdomem, retiramos o tumor e analisamos as outras estruturas pélvicas. É difícil a preservação do ovário acometido, muitas vezes, ele acaba sendo retirado junto com o tumor. O teratoma benigno não traz maiores problemas às pacientes, após a cirurgia, a paciente leva uma vida normal e com a preservação do ovário sadio, a produção hormonal é garantida e a paciente continua capacitada para gerar filhos. O teratoma maligno é mais grave, a cirurgia é mais extensa, não deve ser realizada por videolaparoscopia e o prognóstico vai depender do tamanho e do grau de invasão do tumor.



Coluna Saúde da Mulher - assinada pela Dra. Elaine K. Vasconcelos - Ginecologista, Obstetra e Mastologista - CRM: 101324.
Imagem by Mari Martins




Nenhum comentário: