sábado, 4 de outubro de 2014

Que horror! Onde isso vai parar?



A CIA enviou uma carta, em maio último, a reitores de 13 escolas de saúde pública dos Estados Unidos anunciando que não vai mais usar campanhas de vacinação como disfarce para operações de inteligência. Em 2011 – pasme! –, uma campanha contra a pólio em Abbottabad, no Paquistão, foi usada pela agência de inteligência norte-americana para tentar extrair o DNA de crianças, visando identificar familiares de Osama Bin Laden, então o homem mais procurado do mundo, na tentativa de encontrar o terrorista.

Fonte: Revista Ser Médico n 68



Nenhum comentário: