quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Cai gasto público na assistência




Entre 1995 e 2010, os gastos sociais federais (GSF) - volume de recursos aplicado pelo governo federal nas políticas sociais - cresceram 172% (descontada a inflação). Passaram de R$ 234 bilhões para R$ 638,5 bilhões. Esse crescimento, no entanto, não se refletiu no percentual desses recursos destinados à saúde. 
Os dados, revelados em recente estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostram que, em relação ao conjunto do GSF, a área de saúde perdeu espaço no período. Responsável por 15,9% em 1995, caiu até chegar ao patamar de 11,5% em 2005 - onde permaneceu entre os anos de 2005 a 2009. Em 2010, a área da saúde absorveu apenas 10,8% do total de recursos aplicados pelo governo federal em políticas sociais.

Mais recursos - Diante do cenário de subfinanciamento e para fortalecer o Movimento Nacional em Defesa da Saúde Pública, o "Saúde + 10", a coordenação planeja realizar um Ato Nacional, no dia 10 de abril, em Brasília (DF).
A ideia é reunir o maior número de entidades e pessoas para mostrar ao Congresso Nacional o apelo nacional em torno da causa. A meta é reunir assinaturas para um Projeto de Lei de Iniciativa Popular que define o percentual mínimo de 10% da Renda Bruta da União para aplicação em ações e serviços públicos de saúde.


Imagem by Google
Fonte: Jornal Medicina





Nenhum comentário: