segunda-feira, 1 de junho de 2015

Máquinas versus humanidade




“A chance de um computador ser responsável pelo fim do mundo é de até 10%, contra 0,005% de uma guerra nuclear, e 0,0001% de uma pandemia global”. Impossível? A conclusão, apavorante, é do estudo 12 Riscos que ameaçam a civilização humana, do grupo sueco Global Challenges Foundation. Um dos coautores do texto, o professor Stuart Armstrong, da Universidade de Oxford, explica em seu livro Smarter Than Us como a inteligência artificial (IA) é mais ameaçadora do que imaginamos, porque simula e supera o homem na sua vantagem sobre a natureza: a inteligência. Felizmente (ufa!...), não há consenso a respeito do assunto entre os especialistas de IA.


Nenhum comentário: