quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Cuidado com o peixe!




Um inseticida utilizado na piscicultura brasileira para o controle de doenças em peixes pode ser potencialmente tóxico e danoso ao meio ambiente, segundo estudo do Instituto de Biologia da Unicamp. Trata-se da substância comercializada com o nome de Dimilin, o diflubenzuron. Formada a partir de seu metabolismo, a p-cloroanilina (PCA) é um metabólico potencialmente cancerígeno e mutagênico para os seres humanos. O diflubenzuron tem o seu uso regulamentado apenas para as atividades agrícolas, mas ele vem sendo empregado, indiscriminadamente, na piscicultura.


Fonte: Revista Ser Médico nº 65
Imagem by Google




Nenhum comentário: