terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Edson Marques no Atemporal



 
Mude

Sente-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.
Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho, ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.
Tome outros ônibus.
Mude por uns tempos o estilo das roupas. Dê os seus sapatos velhos. Procure andar descalço alguns dias. Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, e ouvir o canto dos passarinhos.
Veja o mundo de outras perspectivas.
Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda. Durma no outro lado da cama... Depois, procure dormir em outras camas. Assista a outros programas de tv, compre outros jornais... leia outros livros.
Viva outros romances.
Não faça do hábito um estilo de vida. Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo.
Aprenda uma palavra nova por dia numa outra língua.
Corrija a postura.
Coma um pouco menos, escolha comidas diferentes, novos temperos, novas cores, novas delícias.
Tente o novo todo dia. O novo lado, o novo método, o novo sabor, o novo jeito, o novo prazer, o novo amor.
A nova vida. Tente. Busque novos amigos. Tente novos amores. Faça novas relações.
Almoce em outros locais, vá a outros restaurantes, tome outro tipo de bebida, compre pão em outra padaria.
Almoce mais cedo, jante mais tarde ou vice-versa.
Escolha outro mercado... outra marca de sabonete, outro creme dental... Tome banho em novos horários.
Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares.
Ame muito, cada vez mais, de modos diferentes.
Troque de bolsa, de carteira, de malas, troque de carro, compre novos óculos, escreva outras poesias.
Jogue os velhos relógios, quebre delicadamente esses horrorosos despertadores.
Abra conta em outro banco. Vá a outros cinemas, outros cabeleireiros, outros teatros, visite novos museus.
Mude.
Lembre-se de que a Vida é uma só. E pense seriamente em arrumar um outro emprego, uma nova ocupação, um trabalho mais light, mais prazeroso, mais digno, mais humano.
Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo.
E aproveite para fazer uma viagem despretensiosa, longa, se possível sem destino. Experimente coisas novas. Troque novamente. Mude, de novo. Experimente outra vez.
Você certamente conhecerá coisas melhores e coisas piores do que as já conhecidas, mas não é isso o que importa.
O mais importante é a mudança, o movimento, o dinamismo, a energia. Só o que está morto não muda !
Repito por pura alegria de viver: a salvação é pelo risco, sem o qual a vida não
vale a pena!

Texto by Edson Marques
Foto by Mari Martins

Obs: Eu cometi um engano e o estou corrigindo. Achei que o poema acima fosse de autoria de Clarice Lispector, mas fui informada que a autoria é de Edson Marques, então aproveito para me desculpar com o autor e corrigir o erro.

Mari Martins








Hanseníase ou Lepra





Antigamente, a doença era conhecida como Lepra, hoje usamos mais Hanseníase.
Bem, a Hanseníase é uma doença crônica granulomatosa, proveniente de infecção causada pelo Mycobacterium leprae. Esse bacilo tem capacidade de infectar grande número de pessoas (alta infectividade), no entanto poucos adoecem (baixa patogenicidade); essas propriedades dependem de, além das características intrínsecas do bacilo, de sua relação com o hospedeiro e o grau de endemicidade do meio. O alto potencial incapacitante da Hanseníase está diretamente relacionado ao poder imunogênico do Mycobacterium leprae.
O homem é reconhecido como reservatório e como única fonte de infecção, embora tenham sido identificados animais naturalmente infectados.
A transmissão se dá pela principal via de eliminação dos bacilos dos pacientes multibacilares (virchowianos e dimorfos) que é a área superior, sendo, também, o trato respiratório a mais provável via de entrada do M. leprae no corpo. Seu período de incubação é em média de 2 a 7 anos. Há referências de períodos mais curtos, de 7 meses, como também mais longos, 10 anos.
O diagnóstico é clínico e epidemiológico, realizado por meio da análise da história e condições de vida do paciente, do exame dermatoneurológico, para identificar lesões ou áreas de pele com alterações de sensibilidade e/ou comprometimento de nervos periféricos (sensitivo, motor e/ou autonômico).
A classificação operacional do caso de Hanseníase, visando o tratamento com poliquimioterapia é baseada no número de lesões cutâneas de acordo com os seguintes critérios:
  • Paucibacilar (PB) - Casos com até 5 lesões de pele;
  • Multibacilar (MB) - Casos com mais de 5 lesões de pele. 
Os pacientes devem ser tratados em regime ambulatorial. Nos serviços básicos de saúde, administra-se uma associação de medicamentos, a poliquimioterapia (PQT/OMS). A PQT/OMS mata o bacilo e evita a evolução da doença, prevenindo as incapacidades e deformidades por ela causadas, levando à cura.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: Doenças Infecciosas e Parasitárias - Guia de Bolso - 8ª edição revista



quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Dica Cultural





PERFORMANCE + CINEMA

Intempérie Paulistana
Idealizador e Diretor: Rogério Char.
Elenco: Rogério Char, Rafael Shadow, Luisa Helena Rodrigues.
O grupo relata situações cotidianas e conflitos da vida urbana em contraste com os desejos ocultos e novidades que passam despercebidas aos olhos do pacato cidadão. Através de poesia e música, os versos retratam a correria do horário de pico, a noite repleta de perigos e prazeres e o frenesi do poeta em busca de aventuras e oportunidades. Oportunidade para amantes da poesia apreciarem músicos de formação declamando. 40 min.
28 de janeiro (sáb) – 18h – BP Viriato Corrêa
A performance antecederá a exibição de dois curtas-metragens na Mostra São Paulo no Cinema:
Fragmentos da vida
(Brasil, 1929, 30 min, dublado, DVD)
Direção: José Medina. Elenco: Carlos Ferreira; Alfredo Roussy; Áurea de Aremar; Medina Filho. Livre.
15 pras 6
(Brasil, 2012, ficção, português, DVD)
Direção e roteiro: Rodrigo Vettorazzo.
Fotografia e câmera: Kleyton Souza.
28 de janeiro (sáb), 19h
/BP Viriato Corrêa
O pacto dos lobos. Filmes de Aventura.

CINEMA: EM CARTAZ

Confira as mostras em exibição nas bibliotecas:
Biblioteca Pública Roberto Santos
Filmes de aventura
Mostra de suspense e terror
Sessão nostalgia
Jornada de Férias – Parte II
Cineclube – Sessão Alternativa em DVD
Biblioteca Pública Viriato Corrêa
Mostra São Paulo no cinema
Mostra Infantil – A magia de Miyazaki
Biblioteca Pública Cora Coralina
A saga Harry Potter
Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato
Cine Garotada
Biblioteca Pública Álvares de Azevedo
Cinema na Biblioteca

OFICINAS

Oficina de Origami
Com o Grupo Orisampa
Confecção de dobraduras de papel inspiradas na obra de Monteiro Lobato.
28 de janeiro (sáb), das 11h às 13h e das 14h às 16h.
Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato.

Workshop: Técnicas de quadrinhos em “Estilo mangá”
Com Thiago Spyked
No workshop serão passadas algumas técnicas básicas para desenhar personagens no estilo mangá. Algumas técnicas básicas de construção de rosto, corpo e proporções comuns nos personagens favoritos da moçada. +10. 90min.
Inscrições na Biblioteca pelo telefone 5573-4929 ou pelo e-mail: bmchacaradocastelo@yahoo.com.br.
31 de janeiro (ter) – 10h – BP Chácara do Castelo

 

CONTAÇÃO

Contação de histórias na Chácara do Castelo
Com Contadores de Histórias da Oficina Cultural Oswald de Andrade
Contos: Menino Quilombo; Sonho de Cabriúna; Os quatro irmãos talentosos; Menina banana; Perdi minha meia no sonho; Fadas, cobras e lagartos; A origem das estrelas, a sereia e o Uirapuru; Coitada da dona Nininha. +4. 50min.
28 de janeiro (sáb) – 14h – BP Chácara do Castelo

E se fosse verdade...
Com Beth Filipini
Narração de histórias e poemas que encantam gerações. Livre.
Às quartas, às 10h e 14h30, de 1 a 29 de fevereiro. BP Thales Castanho de Andrade.

ANIVERSÁRIO DE PIRITUBA

Encontro de historiadores
Serão exibidos os documentários: “Morro do Jaraguá – o senhor dos vales”, com duração de 20 minutos, produzido pela TV Mundi, sob direção e narração de Wilson Alves de Castro e, “História do Bairro Pirituba”, com duração de 26 minutos, produzido por Giuliano Tourino, dirigido por Eduardo Kishimoto e, com a participação dos alunos da Escola Estadual Monteiro Lobato.
28 de janeiro (sáb) – 15h – BP Brito Broca

  


Dica Cultural

PROGRAMAÇÃO CULTURAL DA

BIBLIOTECA ALCEU AMOROSO LIMA




EXPOSIÇÃO
Exposição: Mitos metamorfoses na biblioteca





Exposição Mitos: Metamorfoses na Biblioteca
O público poderá conferir belas ilustrações de mitos e lendas criadas pelo artista plástico Roberto Marques. A técnica de colagens de recortes em papel Colorplus de cores chapadas, denominada pelo próprio artista de ‘’desenho com tesoura’’, são minuciosas, feitas por quem valoriza a habilidade manual e é caracterizada por sua clareza e harmonia, acentuando a poesia das imagens. A produção é feita pela Via Social (Lei de Incentivo à Cultura) e patrocinada por Banco Itaú, Eletrobras e Ministério da Cultura. 
Até 29 de fevereiro, de 2ª a 6ª das 8h às 19h e aos sábados das 9h às 16h


Módulo Editado Itinerante

Biblioteca Hans Christian Andersen
Até 29 de fevereiro, de 2ª a 6ª das 9h às 17h e aos sábados das 9h às 16h

Pitiríase





Eu já vi duas pessoas com Pitiríase rósea e a primeira impressão que dá, é que aquilo é um processo alérgico. É preciso tomar muito cuidado, uns vão logo tomando um anti-histaminico, outros acham se trata de escabiose e tomam banho com sabonete específico achando que vai resolver o problema, mas aí é que mora o perigo. Só um médico poderá diagnosticar um problema como esse, não se automedique, procure um Dermatologista, pois o problema pode piorar caso use o medicamento errado.

Pitiríase é uma enfermidade cutânea que se caracteriza pelo aparecimento de manchas brancas, amarelas, acastanhadas ou róseas na pele.

Existem três tipos de pitiríase:


a) Pitiríase alba: são manchas brancas e ásperas com descamação fina, de causa desconhecida, que afetam pessoas alérgicas, e evoluem para manchas hipocrômicas, ou seja, com pouca ou nenhuma pigmentação, na face, braços e tronco. Em geral, estão relacionadas com o ressecamento da pele.


b) Pitiríase versicolor: manchas amarelas e acastanhadas que parecem brancas por causa do contraste que estabelecem com a pele da face, tronco, pescoço e braços escurecida pelo sol. É uma doença contagiosa, que piora sob a ação do sol, causada pelo fungo Malassezia furfur.


c) Pitiríase rósea de Gilbert: de causa desconhecida, caracteriza-se por erupção aguda. Inicialmente, aparece uma placa única (chamada precursora ou mestra), autolimitada, ao redor da qual surgem placas menores, que se distribuem principalmente pelo tronco, braços e coxas. Adolescentes e adultos jovens de pele morena são mais suscetíveis a essa doença.


Sintomas
A erupção das manchas é geralmente assintomática, mas pode causar leve prurido. Só em poucos casos, a coceira é intensa. Existe uma forma mais rara da pitiríase rósea que pode evoluir para lesões inflamatórias.


Diagnóstico
É clínico e definido em função do aparecimento e características das lesões. Às vezes, torna-se necessário recorrer a exames de laboratório ou à biópsia da lesão para afastar a possibilidade de outras enfermidades.

Tratamento
Para o tratamento da pitiríase alba, é importante aplicar hidratantes, filtros solares, suspender o uso de sabonetes e evitar banhos muito quentes e demorados.
O tratamento da pitiríase versicolor requer o uso antifúngicos, além de constante hidratação e aplicação do protetor solar.
Na maioria dos casos, as lesões da pitiríase rósea desaparecem espontaneamente em seis ou oito semanas, mas podem persistir por mais tempo. Hidratantes e alguns cremes específicos podem ajudar a diminuir a coceira. As recidivas são raras.

Quando perceber manchas na pele, procure logo um Dermatologista, só ele poderá diagnosticar com precisão o problema e indicar o melhor tratamento, não use cremes, pomadas ou sabonetes sem a prescrição médica, isso poderá piorar o problema.

by Mari Martins
Imagem by Google



terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Lispector no Atemporal




"Porque eu fazia do amor um cálculo matemático errado: pensava que, somando as compreensões, eu amava. Não sabia que, somando as incompreensões é que se ama verdadeiramente"


Texto by Clarice Lispector
Foto by Mari Martins



Rituais para te conquistar


 


Meu amor amanheceu
nasceu com o sol
você ainda dorme
afago teus cabelos
beijo tua nuca
frutas, mel, flores e poesia.


Meu amor entardeceu
e com o pôr do sol se fez mágico
espero a lua para eternizar
velas, incenso, música
rituais para te conquistar
preparo o nosso jantar
beijo teus lábios
trufas para adoçar.

Meu amor madrugou
hora da sedução
como é doce o teu beijo,
teus olhos querem me levar
e eu, quero que você me leve...


Poema e Foto by Mari Martins




Ensinamentos do Dalai Lama



Se estamos de bom humor quando nos levantamos de manhã, com um sentimento caloroso no coração, automaticamente está aberta a nossa porta interior para aquele dia. Mesmo se uma pessoa pouco amistosa aparece, não nos perturbamos, e podemos até dizer a ela alguma coisa simpática. Mas num dia de humor menos positivo, quando nos sentimos irritados, nossa porta interior se fecha automaticamente.
O resultado é que, mesmo se encontramos nosso melhor amigo, ficamos pouco à vontade e tensos. Tais situações mostram a diferença que nossa atitude interior faz nas experiências do dia-a-dia.
Precisamos, pois, a fim de criar uma atmosfera agradável em nós mesmos, nas nossas famílias e nossas comunidades, compreender que a fonte desse bem-estar está dentro do indivíduo, dentro de cada um de nós — um bom coração, compaixão humana, amor.
Hoje, enfrentamos muitos problemas. Alguns criados por nós em consequência de diferenças ideológicas, religiosas, raciais, econômicas. Entretanto, chegou o momento de pensarmos em um nível mais profundo, em nível humano, e a partir daí apreciar e respeitar essa mesma condição nos outros seres humanos. Devemos construir relacionamentos mais próximos, de confiança mútua, compreensão e ajuda. Todos queremos a felicidade e evitar o sofrimento. Todos temos o mesmo direito de ser felizes, e aí reside a nossa igualdade fundamental. Não é necessário seguir filosofias complicadas. Nosso próprio cérebro, nosso próprio coração é o nosso templo. A filosofia é a bondade.
A humanidade é uma só e este pequeno planeta é nossa única casa. Se temos de proteger esta casa, cada um de nós precisa experienciar um sentimento vivo de altruísmo universal. Nosso planeta foi abençoado com vastos tesouros naturais. Se os usarmos adequadamente, todo ser humano poderá usufruir de uma vida rica e de bem-estar.
O cultivo do amor e da compaixão é a verdadeira essência de todas as crenças. O importante é que em sua vida diária você pratique as coisas essenciais e, nesse nível, quase não existe diferença entre budismo, cristianismo, judaísmo, islamismo ou qualquer outra fé. Todas elas focalizam o desenvolvimento, o aperfeiçoamento dos seres humanos, o sentimento de fraternidade e de solidariedade. Nesse sentido, as diferenças entre as religiões não são de maneira alguma essenciais.

Texto by Dalai Lama
Foto by Mari Martins


Pessoa, para os íntimos...


Abdicação
 
 
Toma-me, ó noite eterna, nos teus braços
E chama-me teu filho... eu sou um rei
que voluntariamente abandonei
O meu trono de sonhos e cansaços.
Minha espada, pesada a braços lassos,
Em mão viris e calmas entreguei;
E meu cetro e coroa - eu os deixei
Na antecâmara, feitos em pedaços
Minha cota de malha, tão inútil,
Minhas esporas de um tinir tão fútil,
Deixei-as pela fria escadaria.
Despi a realeza, corpo e alma,
E regressei à noite antiga e calma
Como a paisagem ao morrer do dia.


Poema by Fernando Pessoa, 1913
Foto by Mari Martins - Paraty/RJ



Giardíase






A Giardíase é uma infecção por protozoários que atinge, principalmente, a porção superior do intestino delgado. A maioria das infecções é assintomática e ocorre tanto em adultos, quanto em crianças. A infecção sintomática pode apresentar-se de forma aguda com diarreia, acompanhada de dor abdominal (enterite aguda) ou de natureza crônica, com fezes amolecidas e de aspecto gorduroso, fadiga, anorexia, flatulência e distensão abdominal. Anorexia, associada com má absorção, pode causar perda de peso e anemia.
O agente etiológico é a Giardia lamblia, protozoário flagelado que existe sob as formas de cisto e trofozoíto. O cisto é uma forma infectante encontrada no ambiente. O seu principal reservatório é o homem e alguns animais domésticos como cães, gatos e castores. O modo de transmissão é fecal-oral e direta pela contaminação das mãos e consequentemente ingestão de cistos existentes em dejetos de pessoas infectadas; ou indireta, por meio da ingestão de água ou alimento contaminado. O periódo de incubação é de 1 a 4 semanas, com média de 7 a 10 dias e a transmissão se dá pelo período que persistir a infecção.

Complicações: Síndrome de má absorção.

O diagnóstico é feito pelo exame direto de fezes e essa é uma doença de distribuição mundial, mais prevalente em países subdesenvolvidos. Epidemias podem ocorrer, principalmente, em instituições fechadas que atendam crianças, sendo a faixa etária mais acometida situado entre 8 meses e 10 a 12 anos.
A Giardia lamblia é reconhecida como um dos agentes etiológicos da "diarreia dos viajantes" em zonas endêmicas. A infecção pode ser adquirida pela ingestão de água proveniente de rede pública, com falhas no sistema de tratamento, ou águas superficiais não tratadas ou insuficientemente tratadas (só por cloração). Também é descrita a transmissão envolvendo atividades sexuais, resultantes do contato oro-anal.

A questão da medida de controle da doença, se dá pela conscientização e por medidas relacionadas à higiene pessoal e saneamento básico. É preciso, principalmente nas regiões mais pobres, conscientizar as pessoas da importância de lavar as mãos após o uso do banheiro, por exemplo. Outra questão muito importante é com o preparado dos alimentos.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: Doenças Infecciosas e Parasitárias - Guia de Bolso - 8ª edição revista



segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Poesia Mitológica




Sereia, Janaina, Iemanja


Vem meu veleiro navegar-me lendas
que abro oceanos nunca desbravados,
as portas líquidas dos meus reinados,
e armo de pérolas as nossas tendas...
Vê-me a nudez – afasta as alvas rendas,
que encontrarás tesouros afundados;
só que talvez, pra teres tais agrados,
ao mar pra sempre tua vida prendas.
Se mesmo assim o novo lar não temes,
se não recuas, e se ainda gemes,
por meu amor, sedento de paixão,
cheia de luzes, colorida amante,
eu verde, azul, e em brilhos deslumbrantes,
refratarei-me em tuas redes-mãos.
                                                                   

Poema by Leila Míccolis
Foto by Mari Martins - Cancún/Península de Yucatán



Tua, minha pele


 

Te dei de presente
uma segunda pele
desenhada a mão
um sonho grego.
 
Fêmeas delicadas
olhos da inocência
esculpidas por Deuses
virgens por natureza.
 
Formas angelicais
traçadas anonimamente
por um artista apaixonado
pelos encantos femininos.
 
Quando estiveres vestida
com o meu carinho,
desenhado a mão para o teu corpo,
tornará parte do meu sonho real.
 
Dará vida a obra
calor às cores
e o meu anônimo amor
desconhecido para o mundo
por um minuto viverá,
e num lapso de tempo
um encanto qualquer me concederá o desejo
de estar contigo
como numa segunda pele
sentindo em mim cada pulsar do teu coração...

Poema by Mari Martins
Publicado na Antologia de Poetas Brasileiros Contemporâneos - Vol.40 - Editora CBJE
Imagem by Google


Tétano





O Tétano é uma toxi-infecção grave, não contagiosa, causada pela ação de exotoxinas produzidas pelo bacilo tetânico, as quais provocam um estado de hiperexcitabilidade do sistema nervoso central. Clinicamente o Tétano Acidental se manifesta com febre baixa ou ausente, hipertonia muscular mantida, hiperreflexia e espasmos. Assim, o paciente apresenta dificuldade de deglutição (disfalgia), contratura dos músculos masséteres (trismo e riso sardônico), do pescoço (rigidez de nuca) e da região dorsal (opistótono). A rigidez muscular é progressiva, atingindo os músculos reto-abdominais (abdome em tábua) e diafragma, levando à insuficiência respiratória, podendo evoluir com contraturas generalizadas. As crises de contraturas, geralmente, são desencadeadas por estímulos luminosos, sonoros, alterações de temperatura e manipulações do doente. Em geral, o paciente mantém-se consciente e lúcido.
O agente etiológico é o Clostridium tetani, bacilo gram-positivo, anaeróbio esporulado e a transmissão se dá pela introdução dos esporos na pele e mucosas (ferimentos superficiais ou profundos de qualquer natureza), contaminados com terra, poeira, fezes de animais ou humanas. Seu período de incubação varia de 1 dia a alguns meses, mas geralmente é de 3 a 21 dias. Quanto menor for o tempo de incubação, maior a gravidade e pior o prognóstico e o tétano não é uma doença contagiosa, portanto, não é transmitida diretamente de pessoas para pessoa.

Complicações da doença:
  • Parada respiratória e/ou cardíaca;
  • Disfunção respiratória;
  • Infecções secundárias;
  • Disautonomia;
  • Crise hipertensiva;
  • Taquicardia;
  • Fratura de vértebras;
  • Hemorragias digestiva e intracraniana;
  • Edema cerebral;
  • Flebite;
  • Embolia pulmonar.
Tratamento:
  • Internação em quarto individual;
  • Manter o doente em local silencioso, local pouco iluminado e com temperatura estável e agradável;
  • Nos casos mais graves deve-se internar o doente em unidade de terapia intensiva;
  • Será feita a sedação do paciente;
  • Será feita a neutralização da toxina;
  • Será aplicada a antibioticoterapia.
A vacinação é a medida de controle mais eficaz. A higiene e o cuidado com ferimentos são primordiais. Não deixe nenhum ferimento exposto e lave sempre com muita água e sabão. Nunca circule com ferimentos abertos em locais contaminados com fezes de animais ou humanas, locais com muita poeira ou até mesmo terra. Mantenha o ferimento sempre limpo e procure um médico caso tenha problemas de cicatrização ou observe algum sintoma da doença.

by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: Doenças Infecciosas e Parasitárias - Guia de Bolso - 8ª edição revista


Difteria


Trata-se de uma doença transmissível aguda, toxi-infecciosa, causada por bacilo toxigênico, que, frequentemente, se aloja nas amígdalas, faringe, laringe, nariz e, ocasionalmente, em outras mucosas da pele. A manifestação clínica típica é a presença de placas peseudomembranosas branco-acinzentadas aderentes, que se instalam nas amígdalas e invadem estruturas vizinhas. Também é conhecida como CRUPE e embora seja passível de controle, ainda observa-se alguns casos, como em 2010, que houve registro de surto no Maranhão. Isso se dá pela baixas coberturas vacinais, principalmente nas regiões mais pobres e distantes dos grandes centros e pelas questões ligadas à falta de saneamento básico e higiene.
O agente etiológico da difteria é um bacilo gram-positivo, denominado Corynebacterium diphtheriae, produtor da toxina diftérica e o reservatório é o próprio doente ou portador. A transmissão se dá por contágio direto com doentes ou portadores através das secreções de rinofaringe. A transmissão indireta, através de objetos recentemente contaminados pelas secreções de orofaringe ou de lesões em outras localizações, também pode ocorrer, embora menos frequentemente. O período de incubação é de 1 a 6 dias, podendo ser mais longo e a transmissibilidade em média até 2 semanas após o início da doença. A antibioticoterapia adequada erradica o bacilo diftérico da orofaringe, 24-48 horas após a sua introdução na maioria dos casos.
A difteria ocorre durante o ano todo, observando-se um aumento da sua incidência nos meses frios (outono e inverno), devido principalmente à aglomeração em ambientes fechados. Contudo, essa diferença não é significativa para as regiões que não apresentam grandes oscilações sazonais de temperatura ou onde a população mantém alto índice de aglomeração durante todo o ano. Ela pode afetar todas as pessoas não imunizadas, de qualquer idade, raça ou sexo. O grupo etário que apresenta maior coeficiente de incidência é o das crianças na idade pré-escolar, quando não imunizadas previamente com esquema básico da vacina DPT. Em situações nas quais as coberturas vacinais com DPT são acima de 80% em crianças, pode haver deslocamento da incidência para outras faixas etárias em pessoas não vacinadas.

Manifestações clínicas:
  • Presença de placas pseudomembranosas branco-acinzentadas;
  • Prostração e palidez;
  • Dor de garganta discreta;
  • Febre não muito elevada, variando entre 37,5 a 38,5°C;
  • Nos casos mais graves, há intenso edema do pescoço, com grande aumento dos gânglios linfáticos dessa área (pescoço taurino);
  • Pode haver edema periganglionar nas cadeias cervicais e submandibulares. Dependendo do tamanho e localização da placa pseudomembranosa, pode ocorrer asfixia mecânica aguda no paciente, o que muitas vezes exige imediata traqueostomia para evitar a morte.

  • Complicações Miocárdicas: é a complicação responsável pelo maior número de óbitos a partir da 2ª semana da doença. É decorrente da ação direta da toxina no miocárdio, ou ainda, por intoxicação do sistema de condução cardíaco. Os sinais e sintomas mais frequentemente encontrados são a alteração de frequência e ritmo, hipofonese de bulhas, hepatomegalia dolorosa, aparecimento de sopro e sinais de I.C.C. As alterações eletrocardiográficas mais encontradas são as alterações de repolarização, extrasistolias, taquicardia ou bradicardia, distúrbio de condução A-V e corrente de lesão.
  • Complicações Neurológicas: são alterações transitórias, decorrentes da ação da exotoxina no sistema nervoso periférico, ocasionando as neurites periféricas. A forma mais comum e mais característica é a paralisia do véu do palato, ocasionando voz analasada, engasgos, regurgitação de alimentos pelo nariz e desvio unilateral da úvula. Pode ocorrer bronco-aspiração. Pode-se observar paresia ou paralisia bilateral e simétrica das extremidades, com hiporreflexia. Geralmente são tardias, ocorrendo entre a segunda e a sexta semana de evolução, mas podem aparecer alguns meses depois. Também pode ocorrer paralisia do diafragma, geralmente tardia, causando insuficiência respiratória. A paralisia dos músculos oculares determinando diplopia, estrabismo, etc, também pode ser observada.
  • Complicações Renais: pode-se detectar a presença de albuminúria em diferentes proporções, de acordo com a gravidade do caso. Na difteria grave, pode se instalar uma nefropatia tóxica com importantes alterações metabólicas e, mais raramente, insuficiência renal aguda. Geralmente, quando há miocardite, pode ocorrer também insuficiência renal grave.
  • Prognóstico: depende do estado imunitário do paciente, da precocidade do diagnóstico e da instituição do tratamento. Em geral, a difteria é uma doença grave que necessita de assistência médico-hospitalar imediata. Os fatores associados ao mau prognóstico são: tempo da doença sem instituição de tratamento (pior se acima de três dias); presença de edema periganglionar; presença de manifestações hemorrágicas; placas extensas na orofaringe; miocardite precoce; e presença de insuficiência renal.

O tratamento se dá com Soro Antidiftérico (SAD), com Antibioticoterapia e a melhor medida de controle é a vacinação.



by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: Doenças Infecciosas e Parasitárias - Guia de Bolso - 8ª edição revista




sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

Poesia Mitológica




PROMETEU


Filhas verdes do mar, e ó nuvens, num incenso,
Beija-me! E bendizei o meu sangue e o meu pranto!
Quando sucumbo e sou vencido, exulto e venço:
A minha queda é glória e o meu rugido é canto!
Sob os grilhões, espero; escrvizado, penso;
E, morto, viverei! Domando a carne e o espanto,
Invadindo de estrela a estrela o Olimpo imenso,
Roubei-lhe na escalada o fogo sacrossanto!
Forjando o ferro, arando o chão, prendendo o raio,
Dei aos homens o ideal que anima, e o pão que nutre...
Debalde o ódio, e o castigo, e as garras me consomem:
Quando sofro, maior, mais alto, quando caio,
Sou, entre a terra e o céu, entre o Cáucaso e o abutre,
— Sobre o martírio, o orgulho, e, sobre os deuses, o Homem!

Poema by Olavo Bilac
Foto by Mari Martins





quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Poesia Mitológica




SONETO PRESUNÇOSO

Que forma luminosa me acompanha
quando, entre o lusco e o fusco, bebo a voz
do meu tempo perdido, e um rio banha
tudo o que caminhei da fonte à foz?

Dos homens desde o berço enfrento a sanha
que os difere da abelha e do albatroz.
Meu irmão, meu algoz! No perde-e-ganha
quem ganhou, quem perdeu, não fomos nós.


O mundo nada pesa. Atlas, sinto
a leveza dos astros nos meus ombros.
Minha alma desatenta é mais pesada.
Quer ganhe ou perca, sou verdade e minto.
Se pergunto, a resposta é dos assombros.
No sol a pino finjo a madrugada.
Poema by Lêdo Ivo
Foto by Mari Martins



Coração Partido




Descrita pela primeira vez na década de 1990, no Japão, a síndrome do coração partido foi assim batizada por estar, na maioria da vezes, relacionada com a perda de um amor, seja por morte ou mesmo por rompimento traumático de uma relação.

Segundo estatísticas, mais de 80% dos casos diagnosticados surgiram em mulheres acima dos 60 anos e os sintomas detectados foram os mesmos de um ataque cardíaco. Os pacientes sentem pontadas no coração, há alterações no eletrocardiograma e o ventrículo esquerdo, uma das principais bombas do coração, fica quase paralisado. No entanto, tudo isso é causado pelas emoções e pelo luto da perda.

A Federação Mundial de Cardologia (World Heart Federation), considera sentimentos como a melancolia, a apatia, a irritação, o desespero e a depressão, como sentimentos de alto risco para o coração. A instituição constatou que 45% dos infartos têm quadros depressivos em seu histórico. Por isso é que cultivar bons pensamentos, ser paciente, ser bem humorado, ter boa auto-estima, ser tolerante, são atitudes extremamente importantes para se alcançar a longevidade e ter uma vida mais saudável. Além disso tudo, acarinhar-se, fazer coisas que gosta e lhe dão prazer, conversar e sair com os amigos, ter um animalzinho e ter mais contato com a natureza, praticar alguma atividade física, dormir bem e alimentar-se bem.

Já dizia o poeta: - "Tudo é uma questão de manter, a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo".

Faça exames periódicos, cuide-se!

by Mari Martins
Imagem by Google



quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Ancoradouro


 





É noite agora,
sinto teu corpo,
teu cheiro,
tua imagem ancorada em mim.

Tenho em minhas mãos,
um pedaço de tempo que se acaba.
Estou sozinha agora,
somente eu e meus pensamentos.

Sinto tua falta,
se pudesses ouvir quando te chamo...


Poesia e Foto by Mari Martins



Cura do Alzheimer pela ECP

 

Uma equipe de cientistas da Universidade de Toronto, no Canadá, está utilizando uma técnica conhecida como Estimulação Cerebral Profunda (ECP), que envolve a aplicação de eletricidade em certas regiões do cérebro. A técnica já foi testada e em dois pacientes, a área do cérebro associada à memória parou de ser deteriorada e voltou a crescer.
Não se sabe ainda com precisão como a técnica funciona. Sabe-se apenas, que a região do cérebro conhecida como hipocampo é uma das primeiras a encolher na pessoa afetada. Nela funciona o centro de memória. Danos a essa região produzem alguns dos primeiros sintomas do Mal: a perda de memória e desorientação. O grau esperado de encolhimento do hipocampo em pacientes com Alzheimer é em média 5% ao ano. Após 12 meses de estimulação, um dos pacientes teve um aumento da área 5% e, outro, 8%.
Para testar se a técnica está realmente funcionando e se assegurar de que o resultado obtido não foi um simples acaso, a equipe canadense vai realizar uma pesquisa maior. Mas os resultados conquistados nas pesquisas primárias, já demonstram que a técnica é promissora, podendo evitar e até mesmo curar milhares de pessoas que sofrem do Mal.
 
by Mari Martins
Imagem by Google
Fonte: Descomplicando a Biotec - http://dbiotec.blogspot.com
 
 
 

Poesia Mitológica




Narciso e Narciso
Se Narciso se encontra com Narciso
e um deles finge
que ao outro admira
(para sentir-se admirado),
o outro
pela mesma razão finge também
e ambos acreditam na mentira.
Para Narciso
o olhar do outro, a voz
do outro, o corpo
é sempre o espelho
em que ele a própria imagem mira.
E se o outro é
como ele
outro Narciso,
é espelho contra espelho:
o olhar que mira
reflete o que o admira
num jogo multiplicado em que a mentira
de Narciso a Narciso
inventa o paraíso.
E se amam mentindo
no fingimento que é necessidade
e assim
mais verdadeiro que a verdade.
Mas exige, o amor fingido,
ser sincero
o amor que como ele
é fingimento.
E fingem mais
os dois
com o mesmo esmero
com mais e mais cuidado
- e a mentira se torna desespero.
Assim amam-se agora
se odiando.
O espelho
embaciado,
já Narciso em Narciso não se mira:
se torturam
se ferem
não se largam
que o inferno de Narciso
é ver que o admiravam de mentira.

Poema by Ferreira Gullar
Foto by Mari Martins

Foliculite






Foliculite é a infecção dos folículos pilosos causadas por bactérias do tipo estafilococos. A invasão bacteriana pode ocorrer espontaneamente ou favorecida pelo excesso de umidade ou suor, raspagem dos pelos ou depilação.
Atinge crianças e adultos podendo surgir em qualquer localização onde existam pelos, sendo frequente na área da barba no caso dos homens e na virilha, na axila e nas pernas, no caso das mulheres.

Quando superficial, a foliculite caracteriza-se pela formação de pequenas pústulas "bolhinhas de pus" centradas por pelo com discreta vermelhidão ao redor. Alguns casos não apresentam pus, aparecendo apenas vermilhidão ao redor dos pelos. Quando as lesões são mais profundas, formam-se lesões elevadas e avermelhadas que podem ter ponto amarelo (pus) no centro. Pode haver dor e coceira no local afetado.

Além dessa manifestação, pode ocorrer do pelo encravar, principalmente nas mulheres, que depilam muitas regiões do corpo e quando isso acontece, é preciso tomar algumas precauções:
  • É primordial manter a higiene dos aparelhos e produtos usados na depilação;
  • É bom esfoliar a pele periódicamente, para livrar-se das células mortas e ajudar o pelo a desencravar;
  • Quem usa cera para depilação, deve revezar o procedimento usando lâminas e cremes depilatórios;
  • Quando usar lâmina na depilação, usar no sentido do nascimento do pelo;
  • Hidratar a pele após a depilação;
No caso da foliculite tornar-se crônica, o recomendado é procurar um Dermatologista, pois só ele poderá iniciar o tratamento indicado, que normalmente é feito com antibióticos de uso local ou sistêmico específicos para a bactéria causadora e cuidados antissépticos, além de evitar a depilação. Em alguns casos, o mais indicado é iniciar a depilação à laser.

by Mari Martins
Imagem by Google




Peeling labial





Você já deve ter ouvido falar em peeling, peeling facial, peeling de diamante, peeling de cristal, mas e em peeling labial, você já ouviu falar? Pois é, a indústria de cosméticos não perde tempo e acaba de lançar uma Caneta Hidratante e Esfoliante, numa ponta você tem o esfoliante à base de resina de açúcar e na outra ponta o hidratante, assim, você mesma pode aplicar o tratamento quando tiver com os lábios ressecados e danificados pelo tempo frio, ou mesmo, pelo excesso de sol e calor.
Caso queira maiores informações, o fabricante da Caneta Hidratante Esfoliante é a Biomarine.

by Mari Martins
Imagem by Google